Fora da frente de oposição, PRTB está dividido entre ‘liberou geral’ e Biu de Lira
   4 de maio de 2014   │     21:15  │  0

O PRTB está mesmo fora da Frente de Oposição. A decisão já teria sido comunicada pelo senador Renan Calheiros a dirigentes e deputados do partido e, claro, não agradou.

Vão-se os anéis, mas o PRTB parece disposto a não entregar os dedos. O partido vai distribuir nota, nesta segunda-feira, definindo sua posição nas eleições deste ano em Alagoas.

Adeilson Bezerra, que é um dos mais conhecidos dirigente do partido, esteve com Cícero Almeida hoje e definiu junto ele a estratégia: “o presidente do partido vai ouvir os deputados e em seguida anunciará posição”, aponta.

De acordo com o próprio Adeilson, tem vários nomes de “peso” no PRTB que defende uma aliança com Benedito de Lira. Para dar o “troco” no PMDB e em Renan Calheiros, a quem  atribuem a exclusão do PRTB da Frente de Oposição.

Apesar do imbróglio, a tendência é que o partido libere seus candidatos para votar em quem quiser: “essa pelo menos é a posição que o Cícero Almeida defende”, aponta.

O “liberou geral” seria, no momento, a melhor alternativa, em função das chapas proporcionais. “Cícero Almeida está conversando   com mais dois partidos para fazer uma coligação que vai garantir cerca de 280 mil a 300 mil votos, o que vai assegurar a eleição de pelo menos dois deputados federais  e quatro estaduais”, avalia Bezerra.

A reunião que vai decidir o futuro do PRTB será, não por mera coincidência, nesta segunda-feira, às 10h, no mesmo horário em que o PMDB fará reunião para apresentar o nome do seu candidato para o governo – o do deputado federal Renan Filho.

A reação de Cícero Almeida

O ex-prefeito Cícero Almeida não gostou da decisão. Ele disse ao jornalista Marcelo Firmino que a decisão de tirar o partido da aliança foi tomada pelo PMDB, para não ter no palanque João Beltrão , Antonio Albuquerque e Cicero Ferro, todos filiados.

Presidente do PRTB em Alagoas, Cícero disse ainda que ficou surpreso por que esteve ao lado do PMDB, até agora.