Boato sobre inelegibilidade de ET movimenta meios políticos
   15 de junho de 2014   │     17:57  │  2

Nos últimos dias uma “informação” tem sido espalhada com insistência nos meios políticos: Eduardo Tavares, o ET, pré-candidato a governador do PSDB seria inelegível.

“Ele não é mais candidato”, me disse um dirigente partidário. Essa informação já chegou aos “ouvidos” de dirigentes da Frente de Oposição, do PSDB e ganha força principalmente entre os aliados de Benedito de Lira, candidato a governador do PP.

A inelegibilidade seria fruto da perda de prazos eleitorais não cumpridos pelo ex Procurador Geral do MPE de Alagoas. Nada que se confirme.

“Não estou sabendo nada disso. Isso não procede”, me disse por telefone o dirigente do PSDB e secretário do Gabinete Civil, Álvaro Machado.

“Acredito que é na verdade uma tentativa de minar a candidatura do Eduardo Tavares, em benefício do Biu”, me disse um importante dirigente da oposição.

De fato  a notícia que tem circulado com insistência nos últimos dias parece ter sido “plantada” estrategicamente – exatamente  no momento em que Téo Vilela parece conseguir aliados para fortalecer a chapa do PSDB.

Ele está prestes a confirmar o apoio do DEM e de pelo menos dois outros partidos: o PRB e o SD. Apesar disso ainda existem importantes aliados do governador que defendem a fusão da dos dois grupos em que se dividiu o campo do governo (Biu e ET) numa só coligação.

Essa possibilidade é afastada pelos assessores mais próximos do governador: “Se Téo quisesse apoiar Biu, já o teria feito há mais tempo. Se ET sair, ele lança outro candidato”, disse um importante interlocutor.

Os prazos de ET

Tenho trabalhado nos últimos dois dias para checar essa informação. O primeiro caso que poderia resultar em inelegibilidade, o da filiação partidária, parece ter sido cumprido e está registrado, com fotos, no Facebook de Téo Vilela, com data de 21 de setembro de 2013:

“Acabo de abonar, junto com o presidente do PSDB Aécio Neves, a filiação ao nosso partido do Procurador de Justiça Eduardo Tavares. O novo filiado é um exemplo de credibilidade e competência. Seja bem-vindo!”

Outro prazo que foi cumprido, também de conhecimento público, é o da desincompatibilização da SDS. Tavares deixou o cargo de secretário no dia 4 de abril deste ano. Nesta data também, de acordo com publicação no Diário Oficial do Estado, ele foi autorizado pelo Conselho Superior do MP a concorrer as eleições, como mostra reprodução a seguir.

 

do eduardotavares

Ato do MPE que autoriza ET a disputar as eleições

 

ET assina ficha de filiação do PSDB em 21 de setembro de 2013

ET assina ficha de filiação do PSDB em 21 de setembro de 2013

 

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Paulo Mendes

    Quando Eduardo Tavares brigou e impediu que a promotora Cecilia carnaúba não fosse secretaria de educação de Maceió, não imaginava que poderia acontecer algo muito parecido com ele, mesmo que por outro viés. Sua incapacidade ou ilegitimidade para assumir a condição de pre candidato, aconteceu antes de existir. O pau que bate em chico bate em Francisco.

  2. Alfredo de Gusmão Barros

    Caro Edivaldo Júnior. Isso tudo é invenção do candidato Benedito de Lira que está vendo a sua candidatura minguar. Eduardo Tavares é um nome forte e não tem em seu entorno nenhum comprometimento como tem o Biu. Sobre o assunto remeto o leitor desse conceituado blog ao facebook do jurista Adriano Soares. O Biu está perdido e não sabe. Não é páreo para o ET e não é páreo para o Renan Filho. Imaginemos todos o Estado de Alagoas nas mãos de Artur Lira!

Comments are closed.