Aftosa: criadores de AL vacinam mais de 96% do rebanho
   15 de julho de 2014   │     19:28  │  3

A Adeal divulgou, essa semana, o resultado da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa de 2014, realizada em maio deste ano. A cobertura vacinal registrada foi de 96,2% do rebanho alagoano.

O índice supera os resultados das etapas de campanha de 2013 que foram superiores a 95%.

Todos os municípios alagoanos apresentaram uma cobertura vacinal superior a 90% e vários atingiram 100% do rebanho.

A informação foi divulgada pela assessoria da Adeal:

Vacinação contra aftosa bate recorde de cobertura de 96,2%

Índice foi o maior já registrado em Alagoas; foram vacinados 1.126.115 bovídeos de um rebanho total de 1.170.308 animais

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) divulgou, nesta sexta-feira, 11, o resultado da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa de 2014, sendo registrada uma cobertura vacinal de 96,2% do rebanho alagoano.

O índice de cobertura vacinal supera os resultados das etapas de campanha de 2013 que foram superiores a 95%.

A vacinação, mais uma vez, superou o índice mínimo exigido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que determina uma cobertura vacinal mínima de 80% da população de bovídeos.

Todos os municípios alagoanos apresentaram uma cobertura vacinal superior a 90% e vários atingiram 100% do rebanho.

Segundo dados do Sistema Informatizado da Defesa Agropecuária da Adeal (Sidagro/Adeal), receberam a dose contra a febre aftosa 1.125.282 bovinos e 833 bubalinos de um rebanho total de 1.170.308 bovídeos existentes no Estado. A primeira etapa da campanha de vacinação de 2014 foi realizada no período de 1º a 31 de maio.

Entre as três Unidades Regionais de Sanidade Animal e Vegetal (URSAV), a de União dos Palmares foi a que obteve a maior cobertura vacinal com um índice de 98,35%. A URSAV de Santana do Ipanema obteve um índice de 95,81% e a de Arapiraca uma cobertura vacinal de 95,40% do rebanho.

A primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa de 2014, ocorreu no momento em que o Estado de Alagoas recebeu a certificação internacional de zona livre da febra aftosa com vacinação.

A condição sanitária foi atestada por 178 países integrantes da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), durante a 82ª Seção Geral da Assembleia de Delegados realizada, em maio passado, em Paris.

 

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Antonio Carlos Amorim

    O que está acontecendo Sr. Edivaldo,novo esquema?,na manchete uma matéria antiga, na chamada da matéria textos novos que favorecem os opositores do dono do site,só pra enganar? pra mostrar que também escreve textos favoráveis aos adversários? mas esquece o detalhe mais importante,o anúncio de uma nova matéria? Sr Edivaldo,o povo nem seus leitores, não são idiotas,todos conhecem a tendência imoral dessa organização,portanto nem precisa fingir,nós que estamos do lado de cá,e que gostamos de leitura,lemos porque gostamos de ler,mas todos nós sabemos,do que essa organização é capaz,e a falta de escrúpulos do proprietário,basta ver nos outros sites a multa imposta pelo TRE a essa organização,nesse exato momento, pelo uso indevido do site e do jornal,vê se isso acontece no site Tudo na hora,não ,não acontece porque lá o jornalismo é praticado com transparência e imparcialidade,vê o jornal Tribuna Independente,composto bravamente por jornalistas comprometidos com a verdade,não pense que tenho nada pessoal contra o senhor,contra o Marcelo Firmino,contra a Bleine ou contra o Bob Vilanova,o que me causa indignação,e ver excelentes profissionais cuspirem na própria biografia,como se esse emprego,fosse o último de suas vidas,vocês são formadores de opinião,e todos sem exceção se transformaram,em enganadores,em indutores de mentiras,pra favorecer quem não merece.Não precisa cortar e publicar o que a censura permitiu,isso não é um comentário,é só um indignado se manifestando,também não importa,o senhor já deve ter recebido inúmeras indignações pelo jornalismo praticado pelo senhor e seus colegas igualmente contratados para desempenhar esse trabalho repugnante.

  2. jose antonio dos santos

    Por que a SMCCU ainda não retirou as bicicletas da orla que segundo a imprensa está irregular!.

  3. jose antonio dos santos

    Agora, que a campanha politica está chegando as ruas tenha cuidado, vá logo deixando de ser mané, besta, não faça adesão a politico safado, os mentirosos estão querendo lhe enganar novamente, tenha vergonha e é uma maioria de vagabundos!.

Comments are closed.