Ibama: Licença do Estaleiro ainda tem ‘pendências’
   3 de setembro de 2014   │     15:03  │  2

Na última segunda-feira publiquei aqui (http://wp.me/p2Awck-1VB) texto acerca do Parecer Técnico 02001.003294/2014-51 COPAH/IBAMA, sobre a “Solicitação de Licença de Instalação para o empreendimento Estaleiro Nordeste”, emitido pela Coordenação de Portos, Aeroportos e Hidrovias.

No parecer, os técnicos recomendam que sejam realizados novos estudos ambientais, o que demandaria mais alguns meses. Apesar disso, a licença foi assinada pelo presidente do Ibama, Volney Zanardi, atendendo recomendação da ministra do Meio Ambiente, Isabella Teixeira, que havia prometido ao presidente do Senado, senador Renan Calheiros, fazer esta liberação até junho passado.

Mesmo assinada, a licença não foi publicada. Isso porque, segundo a assessoria de comunicação do Ibama ainda existem pendências  que dependem do empreendedor (o Grupo Synergy, do empresário German Efromovich).

“O processo está quase pronto. Falta pouco para ser concluído. Existem alguns documentos pendentes da parte do empreendedor. Assim as pendências forem sanadas a licença deverá ser publicada”, informou Luiz, da assessoria de imprensa do Ibama, em Brasília, por telefone.

Entre as pendências estaria o pagamento de custas no valor de aproximadamente R$ 177 mil.

A licença deve sair, acreditam especialistas na área, com condicionantes, a exemplo  da apresentação dos estudos recomendados no parecer técnico.

No Ibama, os técnicos e gestores se recusam a falar sobre a emissão da Licença do Estaleiro do Nordeste e avisam que o órgão vai se limitar a cumprir apenas procedimentos legais.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. jose antonio dos santos

    Vários meios de comunicação publicaram que este empresário dono do grupo Sinergy está “quebrado, falido”, inclusive no seu estaleiro do Rio de Janeiro demitiu centenas de trabalhadores, e já colocou seus estaleiros a venda, este de Alagoas é sòmente um PROJETO que estão arrumando a documentação para ser regularizado. PERTO DE ELEIÇões os politicos são como sempre muitos espertos, vão até aniversário de boneca!. cADÊ O pt QUE ESTÁ CALADO!.

  2. José Luiz

    Sr. Jornalista, lamentavelmente o “todo poderoso” presidente do Senado, Renan Calheiros, deixou para trabalhar a favor do seu filho por conta da campanha eleitoral. Pergunto eu: é essa “a mudança que alagoas quer?” Se for, estou completamente fora. É inacreditável que um empreendimento, que deveria ter se instalado há anos, tenha o seu processo adiado por interesse eleitoral. Custo acreditar que tenhamos que conviver com tal situação. Não podemos aceitar que a nossa Alagoas seja utilizada deste modo #ForaRenan #ForaRenanFilho #Lamentável.

Comments are closed.