Renan anuncia liberação da licença ambiental para estaleiro em Coruripe
   3 de setembro de 2014   │     14:50  │  0

Publico, a seguir, texto da assessoria do presidente do Senado, Renan Caleiros, sobre a emissão da licença de implantação do Estaleiro do Nordeste, em Coruripe.  No texto a assessoria informa que existia a pendência de informações do Estado, o que teria atrasado a liberação da LI. Segundo o Ibama existem ainda pendências de informações, mas do empreendedor (Grupo Synergy, do empresário German Efromovich).

Veja o texto, na íntegra:

Renan anuncia liberação da licença ambiental para estaleiro em Coruripe

Presidente do Senado comemora decisão do Ibama e Ministério do Meio Ambiente; duplicação da AL-101 Norte tem verba empenhada

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou na manhã desta terça-feira (2), em entrevista pelo rádio, a liberação da licença ambiental para a construção do estaleiro de Coruripe, no litoral sul de Alagoas. O empreendimento do Grupo Sinergy, que envolve investimentos de mais de R$ 1,5 bilhão, deve gerar pelo menos 5 mil empregos diretos e mais de 10 mil indiretos na região.

“É uma grande notícia para mudar o perfil econômico de Alagoas”, comemorou Renan, falando de Brasília pelo telefone. “Fiz questão de interromper a rotina aqui no Senado para anunciar a Alagoas essa boa notícia que me foi transmitida nesta manhã pela ministra do Meio Ambiente, Isabella Teixeira, e pelo presidente do Ibama, Volney Zanardi”, disse o presidente do Senado.

Renan explicou que houve um atraso em relação à mais recente previsão de liberação da licença. “A ministra tinha comigo o compromisso de liberar em junho”, relatou o senador, “mas faltavam algumas informações do governo do Estado, o que atrasou o calendário”.

Essas informações, disse o presidente do Senado, chegaram ao Ibama, em Brasília na última sexta-feira, 29 de agosto. “Ontem (segunda-feira 1º) à noite a ministra tomou a decisão de autorizar a liberação da licença ambiental para o estaleiro, uma decisão muito importante para o Estado de Alagoas”, disse Renan.

O senador, na entrevista, estava emocionado. “Nesses anos todos, eu vivi de perto as tensões, os bastidores do processo, esse sai-não-sai da licença, mas finalmente temos agora uma definição positiva. Estou muito feliz, já agradeci à ministra pelo telefone e irei ainda hoje ao gabinete dela para agradecer pessoalmente”, disse Renan.

Duplicação da AL-101 Norte: R$ 80 milhões empenhados

O presidente do Senado aproveitou para dar outra boa notícia: “O Ministério do Turismo, empenhou recursos de R$ 80 milhões para o início da duplicação da AL-101 Norte”, anunciou Renan. O empenho (autorização para gasto de recursos em projeto aprovado) foi garantido pela liberação do projeto pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

A duplicação da AL-101 Norte é uma reivindicação de todos os municípios da Região Norte de Alagoas, principalmente das cidades litorâneas, onde se concentra a atividade turística que gera empregos e renda.

A duplicação começará, segundo explicou o senador, na orla de Cruz das Almas, em frente ao shopping ali existente, e se estenderá até a Barra de Santo Antônio, o que representará 36 quilômetros de via duplicada. Renan citou outras obras importantes para o turismo no Estado, para as quais conseguiu recursos em Brasília, como os Centros de Convenções de Arapiraca, Penedo, Maragogi e Barra de São Miguel.