Orientado pelo PTB, Collor não vai a debate na Pajuçara
   19 de setembro de 2014   │     21:27  │  0

A TV Pajuçara realiza neste sábado a tarde um debate inédito na história da televisão alagoana, entre candidatos ao Senado por Alagoas. O encontro começa às 13h50 e vai até as 15h15.

De acordo com a emissora seis candidatos a senador teriam confirmado participação, entre eles Fernando Collor, do PTB. A assessoria de Collor, no entanto, informa que desde a tarde desta sexta-feira, 19, a Pajuçara foi comunicada de que o senador, que está em campanha pela reeleição, não irá participar do debate.

“Fizemos questão de antecipar a informação  em respeito a emissora e aos outros candidatos”, explica um assessor.

A decisão

Atendendo recomendação de seu partido, o PTB, Collor decidiu manter agenda no interior do Estado, mesmo correndo riscos – calculados – de sofrer críticas de outros candidatos no debate.

Além de cumprir com compromissos acertados anteriormente, o candidato cedeu aos argumentos do PTB: “o partido entende que com o clima de ataques, com notado acirramento nos últimos dias, não é o melhor momento para a participação do candidato num debate como esse, ainda mais porque Fernando Collor tem feito uma campanha propositiva, evitando a troca de ataques e privilegiando o debate direto com o eleitor”, aponta o assessor.

Em uma nota, assessores avaliam que o clima hoje é de “uma progressiva e lastimável onda de ataques, agressões e ofensas advindas de candidaturas adversárias”, o que reforçou a decisão tomada pelo senador.

Os assessores acreditam, ainda que a ausência de Collor no debate não terá repercussão nas pesquisas, nem afetará sua liderança: “Collor já participou de vários  outros debates, em situações até mais adversas, até porque o senador não tem medo de cara feia, mas nesse momento nós entendemos que a orientação do PTB é tecnicamente correta”, reforça o assessor.

Repercussão

A decisão de Collor foi antecipada pelo Blog do Volney, que registrou “Essa decisão também ocorre no mesmo dia em que é tornado público o ataque as placas do candidato. Some-se a isso declarações da própria presidente do TRE, Elisabeth Carvalho. Ela criticou a falta de propostas e os ataques entre os candidatos majoritários na TV.

É fato que o debate programado para as 13 horas poderá funcionar como um ringue. No Facebook, por exemplo, Heloísa Helena (PSOL) tem usado adjetivos contra os adversários. Omar Coêlho também tem sido agressivo, tanto que foi obrigado a conceder vários direitos de respostas”.

O debate

Confirmaram presença os candidatos Coronel Brito (PEN), Elias Barros (PTC), Heloísa Helena (PSOL), Oldemberg Paranhos (PRTB) e Omar Coelho (DEM). Os critérios de participação, segundo a Pajuçara, foram definidos de acordo com o previsto no art . 46 da Lei das Eleições, que assegura a participação de candidatos dos partidos com representação na Câmara de Deputados.

O debate será mediado pelo jornalista Mauro Wedekin, da TV Pajuçara e terá um bloco especial com a participação de outros jornalistas com transmissão simultânea pelo portal TNH1.