Pela primeira vez AL elege 9 federais de 9 partidos diferentes
   6 de outubro de 2014   │     19:16  │  0

Com mais de 30 partidos para escolher, o eleitor alagoano parece ter preferido fazer uma distribuição equilibrada na eleger os deputados federais. Pela primeira vez na história polícia de Alagoas, a bancada federal será formada por 9 deputados federais de nove partidos diferentes.

Essa “tendência” já havia surgido nas eleições anteriores, quando o estado elegeu uma bancada de 9 deputados de 7 partidos diferentes. Em 2010 apenas o PMDB (Renan Filho e Joaquim Beltrão) e o PTB (Célia Rocha e João Lyra) conseguiram eleger dois federais no estado.

Ao longo da legislatura a composição foi mudando, com a saída de JL para o PSD e a eleição de Célia Rocha, Joaquim Beltrão e Rui Palmeira para as prefeituras de Arapiraca, Coruripe e Maceió, além da troca de Alexandre Toledo, que assumiu na vaga do PSDB mas migrou para o PSB.

A nova bancada federal de Alagoas é mais eclética do que nunca e traz, como novidades a eleição, pela primeira vez no estado, de um federal do PT (Paulão era suplente e assumiu no lugar de Joaquim), a eleição do único federal do PRTB, de Levy Fidelix no  Brasil, Cícero Almeida (que surpreendeu pela baixa votação), além da boa surpresa que foi a eleição de JHC, mais jovem federal da bancada alagoana .

Quem teve pior desempenho foi o PTdoB. A deputada Rosinha da Adefal, única candidata que disputou a reeleição e não conseguiu se reeleger teve uma votação inexpressiva, muito abaixo das estimativas feitas em todas as “bolsas de apostas”. Ela ficou com apenas 19 mil votos neste eleição, ante 90 mil votos em 2010. Com esse resultado, o seu partido viu sua bancada na Câmara Federal, que já era pequena (3),  ser reduzida para apenas um

Outra vitória expressiva, embora com votação abaixo do esperado, foi a do ex-governador Ronaldo Lessa, do PDT, que volta a ter um mandato depois de oito anos e três derrotas (Senado, governo e prefeitura).

Afora isso, não houve surpresas. Marx Beltrão e Pedro Vilela confirmaram as expectativas e se elegeram bem, Arthur Lira, Maurício Quintella e Carimbão conseguiram se reeleger e os outros deputados (João Lyra, Alexandre Toledo e Chico Tenório) não disputaram a reeleição.

bancada federal alagoas