PT perde 25% dos votos em AL e Judson fica fora da ALE
   7 de outubro de 2014   │     14:40  │  3

O PT desidratou em Alagoas. Literalmente. O Partido dos Trabalhadores saiu menor do que entrou na eleição, elegendo apenas dois deputados estaduais: Marquinhos Madeira e Ronaldo Medeiros.

A bancada petista na Assembleia Legislativa foi reduzida em um terço. O deputado Judson Cabral , que conseguiu se notabilizar por uma atuação mais efetiva no legislativo não conseguiu ser reeleito. Judson perdeu para ele mesmo. Teve apenas 16.960 votos em 2014 ante 25.229 votos obtidos em 2010.

Já Marquinhos Madeira, que tem sempre atuação mais discreta no plenário, conseguiu aumentar a votação. Ele teve 26.797 votos nestas eleições ante 18.897 votos no pleito anterior.

A eleição de Paulão

A estratégia do PT de concentrar votos num só candidato a deputado federal deu certo. Paulão conseguiu se eleger com 53.284 votos graças ao sistema de quociente eleitoral. Outros candidatos com mais votos, caso de Nivaldo Albuquerque  (66,9 mill votos) e Val Amélio (58 mil votos) não conseguiram se eleger.

A desidratação do PT

Somando votos nominais e votos de legenda, o PT teve 99,3 mil votos para deputado estadual em 2014, uma perda de -25,84% em relação a 2010, quando o partido teve 133,9 mil votos.

A votação para deputado federal do PT encolheu -12,27%, caindo 73,6 mil votos caindo para 64,6 mil votos.

Veja o quadro:

votacao pt

A vitória de Ronaldo Medeiros

Eleito em 2010, o deputado estadual Ronaldo Medeiros conseguiu ter uma boa atuação no plenário da ALE, sem descuidar do trabalho junto as bases. Ele imprimiu uma nova marca no tido e embora nunca tenha sido apontado como favorito, conseguiu se reeleger numa campanha difícil, até porque ele não teve apoio de nenhum candidato majoritário.

Na sua página no Facebook, a última mensagem antes da eleição dá bem o tom de como foi sua campanha: “Nossa luta está chegando ao fim. A jornada pareceu árdua e difícil… O desânimo tentou se apossar por vezes… Entretanto, ao lembrar de várias manifestações de carinho, de seu trabalho, de suas orações, de seu apoio incondicional para me motivar, suas palavras de estímulo, me impulsionou deveras para a luta. Continuaremos até o dia em que possamos, juntos, de mãos dadas, vibrar com nossas realizações e vitórias. Hoje quero parar e agradecer, porque você fez , faz e fará sempre parte de minha história!”.

Ronaldo Medeiros em campanha - reprodução Facebook

Ronaldo Medeiros em campanha – reprodução Facebook

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Leitor

    Os protestos de Junho de 2013 contra o PT produziram muitos resultados. Em Alagoas, saiu Judson Cabral e entrou Francisco Tenório na Assembleia Legislativa. Parabéns ao povo alagoano por ser o grande responsável por seu próprio progresso!

  2. Ronaldo

    Manda para o judson cabral uma enxada e um chapéu pra ele aprender a trabalhar e largar as tetas do Estado.

  3. Raiolive

    SE JUDSON NÃO MAIS ESTIVESSE NO PT, TENHO CONVICÇÃO DE QUE TERIA SIDO ELEITO COM FOLGA. VEJAM O QUE OCORREU COM AS VOTAÇÕES DE JHC E RODRIGO CUNHA, QUE NÃO PRECISARAM DE SEUS PARTIDOS PARA SEREM OS MAIS VOTADOS. INCLUSIVE RODRIGO, MESMO COMO ESTADUAL, TEVE BEM MAIS VOTOS QUE PAULÃO, PETISTA QUE SÓ SE ELEGEU COM OS VOTOS DA LEGENDA; O QUE É UMA ABERRAÇÃO!!!

Comments are closed.