Prefeito nega engavetamento de alvarás de indústrias em MD
   15 de outubro de 2014   │     14:37  │  0

Uma grande indústria já instalada e em funcionamento no polo Multifabril de Marechal Deodoro está prestes a perder financiamento já aprovado no Banco do Nordeste por falta de alvará.

O prazo vence hoje e a empresa, que já enfrenta dificuldades por conta do aumento de 37% na conta de energia, pode encerrar a operação em Alagoas.

O caso da empresa não é o único. O prefeito de Marechal Deodoro confirma que existem 18 processos de pedidos de alvarás para funcionamento de indústrias no Poló Multifabril que estão sendo analisados por técnicos do município. Além disso a prefeitura também analisa o processo de desmembramento da área B do polo.

De acordo com Cristiano Matheus existem pendências que são de responsabilidades das próprias empresas e por isso não há prazo de liberação desses processos. “Ninguém está engavetando nada. O processo é técnico. Além do pagamento de taxas, muitas vezes faltam apresentar documentos. É isso que atrasa os processos”, pondera.

O prefeito explica que a questão é técnica: “os processos precisam ser analisados por arquitetos, engenheiros e técnicos ambientais. Não estou segurando nenhum processo. Só não vamos aprovar nada a toque de caixa ou sob pressão”, pondera.

As empresas, explica o prefeito, normalmente atuam  através de consultores, o que  estaria dificuldade a evolução do processo: “alguns consultores cuidam de vários processos ao mesmo tempo, dão entrada e depois não voltam para ver se está tudo certo. Outros preferem usar a pressão, mas não vou ceder a pressão, muito menos no apagar das luzes do governo (do estado”, aponta.

Cristiano Matheus não acredita que as empresas deixem de se instalar em Alagoas por conta da demora na liberação dos alvarás: “temos a melhor legislação do país, tanto no estado quanto no município”, pondera.

O prefeito diz ainda que concedeu incentivos adicionais que sua relação é boa tanto com o setor produtivo, quanto com o setor industrial: “no ano passado recebi o prêmio de prefeito empreendedor em função dos incentivos que tenho dado as indústrias e a geração de empregos em Marechal Deodoro. As empresas que contratam moradores da cidade tem descontos maiores no ISS”, explica.