João Lyra vai contestar avaliação de suas usinas por ‘apenas R$ 1,91 bilhão’   
   2 de dezembro de 2014   │     22:00  │  2

Assessores jurídicos do empresário João Lyra devem contestar judicialmente, ainda esta semana, o laudo de a avaliação financeira, com objetivo de venda, dos bens da massa falida da Laginha Agroindustrial S/A.

O laudo de avaliação apresentados a Justiça estima que o atual patrimônio das empresas da massa falida vale R$ 1,917 bilhão.  Esse valor não é suficiente sequer para pagar a dívida da massa falida, que é estimada em mais de R$ 2 bilhões.

O prazo é de dez dias, a contar da publicação feita pela Justiça, no último dia 26 de novembro.  De acordo com vários analistas do setor, a avaliação dos bens, feita por empresa especializada contratada pelos administradores judiciais, estaria abaixo dos valores esperados pelo empresário e pelo próprio mercado.

“Esse assunto está sendo avaliado tecnicamente, mas é praticamente certo que João Lyra vai contestar o laudo de avaliação”, diz um assessor. “O valor está muito abaixo. Recentemente apenas uma das fazenda da Guaxuma estava avaliada em R$ 150 milhões”, diz um analista.

A avaliação foi feita separadamente em cada um dos ativos, como  este blog antecipou em primeira mão (http://wp.me/p2Awck-2bG).

Veja a avaliação dos ativos da Massa Falida: Escritório Central – Valor Global R$ 15,7 milhões; Avião Laginha – Valor Global – R$300 mil; Usina Guaxuma – Valor Global sem Cana R$ 864,1 milhões; Usina Uruba – Valor Global sem Cana R$ 296,2 milhões; Usina Laginha – Valor Global sem Cana R$ 297,5 milhões; Usina Trialcool – Valor Global sem Cana R$ 227,7 milhões e Usina Vale de Paranaíba – Valor Global sem Cana R$ 211,2 milhões.

Quem fez

O juiz Mauro Baldini autorizou, em 8 de maio deste ano, a contratação da empresa Valor Engenharia “para proceder a avaliação dos bens da Massa Falida”.  O laudo de avaliação já foi apresentado, no mês passado, durante reunião do  Comitê de Credores O próximo passo, passada a fase de contestação, será a venda dos bens

O que fica fora

Os outros bens conhecidos ou não do empresário João Lyra não foram avaliados porque não fazem parte da massa falida. É o caso do avião e do helicóptero que pertecem à Lug Táxi Aéreo, da revendedora VW Mapel e de imóveis particulares.

O despacho do juiz

“DESPACHO. Intimem-se os membros do Comitê de Credores e o Falido a se manifestarem no prazo comum de 10 (dez) dias sobre: A – Os Autos de Arrecadação e Laudos de Avaliação das Usinas Uruba ( Volume 134); Escritório Central (Volume 134); Aeronave Prefixo PT-RVT ( Volume 134); Usina Laginha ( Volume 135) ; Usina Guaxuma ( Volume 136); Usina Vale do Paranaíba ( Volume 139) e Usina Triálcool ( Volume 140)…”

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Mineiro Preocupado

    Srs,
    Esta avaliação das unidades de Minas Gerais , já são super faturadas.
    Não há mais canas , licença ambientais vencidas , predios dilapidados, ferragens destruidas pela ferrugem , energia cortada e esperança vencida ! As usinas vizinhas estão arrendando toda terra e lavouristas plantando soja nas suas.E nos que fomos demitidos pelamassa falida ,sequer recebemos nossa idenização…É justo ?

  2. Alagoano sofrendo em minas

    Caro amigo Edivaldo jr: se o Dr:mauro baldini e o comité de credores aceitar fazer tudo de novo as duas aqui em minas vão cair mais ainda o valor delas pra vc ter uma ideia o ferrugem tá acabando com tudo vai virar uma verdadeira sucata se deixar o joão lira fazer isso nos estaremos todos entrando no jogo dele é isso que ele quer é ganhar tempo e que tudo se acabe e nos todos ficar chupando dedo não podemos mais esperar cada dia que passa vai ficando mais pior ele não abri de mão das usinas então ele pegue o dinheiro que ele tem guardado e pague a divida 2 bilhões e fique com as sucatas dele. mais o problema dele é massacrar todo mundo mais ele não vai consegui porque Deus esta operando e ele vai prestar contas de tudo que fez com os pobres trabalhadores

Comments are closed.