Sem Renan Filho, transição entra na fase de ‘trabalhos internos’
   3 de dezembro de 2014   │     19:25  │  1

A equipe de transição do novo governo encerrou a fase de apresentações e de coleta de dados e está, agora, concentrada na avaliação das informações recebidas da equipe do governador Teotonio Vilela Filho.

A prioridade, explica Fábio Farias, integrante da equipe de transição, é analisar as informações, o que está sendo feito com a ajuda de colaboradores. São especialistas de diversas áreas que estão “traduzindo” informações de cada setor.

O jornalista Ênio Lins, anunciado como futuro secretário de Comunicação pelo governador eleito, Renan Filho, se integrou ao trabalho da transição desde a semana passada e confirma que os trabalhos, agora, estão em ritmo diferente: “terminou a fase de reuniões e apresentações com a equipe do atual governo. Na próxima semana, quando o governador eleito deve definir a estrutura de governo, a transição deve ganhar um ritmo mais intenso”, aponta.

Renan Filho está em Brasília desde segunda-feira, 1, e só deve retornar no final de semana. Ele acredita que a partir do próximo dia 10 será possível anunciar o modelo de governo, que terá entre 16 e 20 secretarias e,  só depois disso, deverá anunciar os nomes de sua equipe.

Até o momento só foram anunciados Ênio Lins, para a Comunicação e Rosinha da Adefal, que deve assumir a Secretaria de Assistência Social. Outros nomes, como o do vice-governador eleito Luciano Barbosa, também são especulados para fazer parte do secretariado.

Renan Filho adianta que não tem pressa em definir nomes, agora: “o importante é escolher entre os nomes disponíveis aqueles que podem nos ajudar, efetivamente, a colocar em prática as propostas da campanha”, aponta o governador eleito.

 

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Mota

    Os comandos da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Secretaria de Defesa Social do Governo Renan Filho serão escolhidos em comum acordo com o Ministério da Justiça, Tribunal de Justiça e Ministério Público. Renan sabe que sem o apoio dos demais poderes, não conseguirá diminuir os índices assustadores de criminalidade.

Comments are closed.