Renan Filho vai priorizar atração de novas empresas para Alagoas
   7 de dezembro de 2014   │     17:58  │  7

Uma das marcas mais fortes do governo de Teotonio Vilela Filho  é, sem dúvidas, a atração de novos empreendimentos, em diferentes setores da economia, especialmente na área industrial.

O último balanço feito Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), aponta para um total de 103 empresas captadas e cerca de cinco empreendimentos para serem entregues ainda este ano.

Entre as empresas captadas, nomes de peso como a Bauducco, Tigre/ADS, nova planta da Braskem, Portobello, Krona, GranBio, Jaraguá Equipamentos, Tomé/Ferrostal,  Alma Viva, Mercure e Radisson,.

A implantação de novas unidades de grandes grupos nacionais e internacionais se deu a partir de 2007, em grande parte pela atuação da equipe da Secretaria de Desenvolvimento, liderada por Luiz Otávio Gomes.

Mas o próprio Luiz Otávio gostava de repetir que sem a participação efetiva, sem a disposição do governador para receber e conversar com os empresários, nada disso teria acontecido: “o governador Teotonio Vilela Filho foi decisivo, ao garantir todo apoio aos empresários, dando o suporte necessário e agilizando as ações para viabilizar os empreendimentos”, diz.

Se essa regra continuar verdadeira, Alagoas não deve sofrer solução de continuidade na política de captação de novos investimentos. O governo muda, o estilo será outro, mas a disposição do futuro governador está alinhada com a necessidade de atração de novos empreendimentos para o Estado.

O governador eleito prometeu, durante a campanha eleitoral deste ano, manter e avançar na política de atração de novos negócios para Alagoas.

Economista, Renan Filho aposta no potencial de geração de empregos e riquezas do setor produtivo. No período em que foi prefeito de Murici, entre 2005 e 2011 ele viabilizou a implantação de várias indústrias no município, criando as bases para o desenvolvimento industrial do município.

Antes mesmo de sua posse, ele já começou a receber empresários e a garantir, pessoalmente, todo o apoio para a chegada de novas empresas. Essa estratégia, na avaliação de executivos do setor privado, é muito eficiente. “O que o empresário quer é sentir segurança. Ninguém melhor do que o governador do estado para dar aos empreendedores todo o apoio que eles precisam”, diz um consultor empresarial.

Nas últimas semanas Renan Filho já manteve contato com vários grupos que estão com projetos em andamento em Alagoas ou que tem interesse iniciar empreendimentos no estado. A todos, ele tido que qualquer investimento é prioridade.

Foi isso que o governador eleito registrou, por exemplo, em sua página no Facebook, na sexta-feira, 5:

Estive hoje com executivos da Shift Energy, empresa do ramo biocombustíveis, sediada na Califórnia, Estados Unidos. Eles desejam instalar uma unidade de conversão de resíduos sólidos em Alagoas. Me coloquei inteiramente a disposição e deixei claro que dou apoio irrestrito a instalação do empreendimento. Em nosso governo, qualquer empreendedor que queira investir em Alagoas terá prioridade.

Renan Filho se reúne com empresários da Califórnia, EUA

Renan Filho se reúne com empresários da Califórnia, EUA

COMENTÁRIOS
7

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. José Ferreira

    Renan filho deve implantar um novo método de gestão. O do governo-empresa. Mas não é para dar lucro, e sim para capacitar os cofres em retorno de investimento. Eu acredito que essa gestão dará certo. E aviso aos pessimistas que é bom vocês pensarem no pior, pois irão se surpreender em pouco tempo.

  2. André Azulino

    Só uma pergunta quais são as várias industrias implantadas em Murici? pois passo constantemente por esta cidade agradável e não vejo por onde encontrar. Pode me responder?

  3. jose antonio dos santos

    POLÍTICO, tem que andar fiscalizado pela população em tudo que fizer. Ganha pouco de rendimentos legais, mas de repente se torna milionário, e o povo besta paga essa conta que não fecha nunca!.DENUNCIE O QUE SABE, OUVIU SAFADEZA, encaminhe ao Ministério Público Estadual ou Federal!.O cidadão ou cidadã não precisa se identificar!.

  4. jose antonio dos santos

    Em respeito aos seus leitores, publique matéria do site da Veja/de hoje 08/12/14: “Lula vai receber seu apt. triplex construido pela OAS, financiado na gestão do COMPANHEIRO VACARI NETO pela cooperativa BANCOC. Quanto ganha o ex-presidente Lula!.Vejam quantas coincidências de safadeza juntas!.E QUE SEGUNDA A MESMA MATÉRIA CENTENAS DE PESSOAS FORAM LUDRIBIDAS!.

  5. jose antonio dos santos

    A considerar o noticiário da imprensa as consequências desse caso Lava Jato quando chegar aos políticos, vai ser estarrecedor…
    Se considerar o enriquecimento ilícito, fortuna não compatível com os rendimentos, familiares e amigos que enriqueceram muito rápido, muitas figuras nada, muito pouco tinham, de repente milionários… sem ganhar na Loteria…Agora, pouco podem fazer, documentos que os comprometem devem estar registrados, que bom a internet…

  6. jose antonio dos santos

    O próximo governador Renan Filho foi longe, buscou empresários da Califórnia…Seria importante oferecer a população gestos e medidas de moralidade, de probidade com o dinheiro público. Não aceitar esquemas de dinheiro sujo nos gastos de sua gestão que ele só tomará conhecimento quando as denúncias chegarem aos meios de comunicação. Assim feito o Lula, Dilma, nada sabiam ou nada sabem…. Os esquemas de companheiros, de gente que lhe ajudou na campanha eleitoral, do leilão de cargos de comissão.

  7. Há lagoas

    Se assim for, ao menos neste quesito, o novo governador demonstra que tem uma política de Estado voltado para o desenvolvimento econômico de nossa incipiente economia.
    E, se ele “ressuscitar” o Estaleiro Enor, será sua consagração como gestor, e uma demonstração de prestigio por parte de seu pai junto a Brasilia. Insisto em falar sobre o Estaleiro, porque querendo ou não, o clã Calheiros e companhia teve participação efetiva em todo esse processo, para o bem, ou para o mal.

Comments are closed.