Fábio Farias deve assumir Gabinete Civil de Renan Filho
   9 de dezembro de 2014   │     15:47  │  2

Médico, empresário, suplente do senador Renan Calheiros e um dos principais dirigentes do PMDB de Alagoas, Fábio Farias tem um bom diálogo com diferentes setores da sociedade, trânsito com autoridades e instituições e é considerado um bom gestor.

Coordenador da  campanha de Renan Filho e integrante da equipe de transição, Fábio Farias deve ser escalado (se  já não o foi) para o primeiro escalão do futuro governo.

Com essas qualidades ele poderia ocupar qualquer Secretaria de Estado, incluindo Fazenda, Saúde, Planejamento e Desenvolvimento Econômico.

Mas, anote, aí, Fábio Farias deve ir mesmo para o Gabinete Civil. Suas qualidades “caem como uma luva” para a pasta, especialmente porque ele tem traquejo político e goza da confiança do governador eleito.

Se confirmada a indicação, Farias será um dos secretários mais importantes do governo. Mas que ninguém espere que ele vá desfilar “vaidades” por aí. Como coordenador da campanha,  ele foi o mais discreto possível. Se for secretário, não será diferente.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. jose antonio dos santos

    A incompetência, a falta de capacidade em criar alternativas, revela a gestão do Prefeito Rui Palmeira que vai criar a ZONA AZUL. O usuário de veiculo será penalizado no bolso!. eSSAS FIGURAS ACHAM POUCO OS IMPOSTOS, TAXAS DE TODA ORDEM COBRADAS DO CONTRIBUINTE. pOR QUE NA CAMPANHA ELEITORAL O ENTÃO CANDIDATO RUI PALMEIRA NÃO AVISOU A POPULAÇÃO QUE CRIARIA A ZONA AZUL, por que foi omisso?.

  2. José NIvaldo Mota

    E OS MONITORES, NINGUÉM OLHA?
    Os Monitores da Rede Estadual da Educação vive dias apreensivos e de incertezas, haja a vista, que o governador de Alagoas, Sr. Teotônio Vilela Filho, sistematicamente vem atrasando o salário dos professores Monitores. Esse mês de novembro, nenhum professor monitor recebeu os seus salários, nenhum aqui, tem vultosos salários para receber na 2º faixa salarial do Estado. Hoje os Monitores, são escravos da modernidade, infelizmente a imprensa pouco olha para este setor, que vem levando a Educação nas costas, somos hoje mais de três mil, atuando com salários defasados e em alguns casos, temos Monitores com dois ou três meses de salários atrasados. O número de três mil monitores atuando hoje na área da educação é incerto, nem a Secretaria de Educação sabe quantos somos. Se hoje, qualquer repórter ou blogueiro, fizer esta pergunta à secretária de plantão, ela não vai saber com certeza, estamos metido num verdadeiro descalabro administrativo. Vou falar de mim mesmo, para ilustrar melhor a situação, fiz o último concurso da Educação, já estava atuando como Monitor, fui aprovado, fui o 26º na área de História da 13º CRE, já foram chamados quinze professores concursados, mas eu continuo como monitor, ninguém chegou para tomar o meu lugar. Quer dizer, eu tomo a minha própria vaga, é algo inacreditável, somente esse governe leniente e preguiçoso, para estarmos em um grande atraso na área educacional, com os piores índices no quesito aprendizagem. Existe outra denuncia ainda não formulada, embora os professores Monitores, já estejam se organizando para isso, é com relação ao valor exato da hora/aula dos professores Monitores. A denúncia consiste no valor real da hora/aula do monitor, dizem que valor exato é de R$ 31,00 (Trinta e um reais), mas este governo vem pagando apenas R$ 11,16 (onze reais e dezesseis centavos), isso mesmo, essa enorme diferença, mas carece como eu frisei de uma apuração pelos órgãos competentes. Infelizmente, o que vemos hoje, são propagandas mentirosas desse governo, numa tentativa de canonização, passar uma imagem que não condiz com a realidade, uma lástima para milhares de estudantes, mães e pais, que não podem ver seus filhos crescerem com capacidade e prosperar numa sociedade cada vez mais exigente competitiva. É necessário que o novo Governador eleito, Renan Filho, dê uma atenção especial para a educação, sabemos das dificuldades em todos os outros setores, tão essenciais, como a saúde e Segurança Pública, mas temos a certeza também, que nenhuma sociedade, conseguiu superar os seus imediatos problemas, sem uma educação valorizada, com seus professores valorizados!
    José Nivaldo Mota é professor de História do Colégio de Saint Germain e professor Monitor nos Colégios Freitas Neto e Paulo Freire.

Comments are closed.