Renan Filho vai criar Secretaria do Desenvolvimento Econômico
   17 de dezembro de 2014   │     15:03  │  1

Renan Filho já decidiu, anote aí, que vai trabalhar com 18 secretarias. O governador eleito até que gostaria de ter um número menor de secretarias. Só não deverá fazer isso por conta da necessidade de assegurar a participação das forças políticas que participaram da campanha. Nada mais justo.

Atualmente o estado tem 24 secretarias. Apesar da redução, que chega 25%,  no número de pastas, Renan Filho já decidiu que vai criar duas “novas” secretarias.

Entre as novidades está a criação da Secretaria dos Esportes (que pode se fundir com a Cultura) e a volta da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O governador eleito explica que decidiu recriar a Pasta, que foi integrada ao Planejamento no atual governo.

“Acredito que a Secretaria do Planejamento deve cuida de sua tarefa específica, sem misturar com o Desenvolvimento Econômico, que é uma área de atuação de interesses diferentes”, justifica.

A Secretaria do Desenvolvimento vai absorver, claro, funções de outras pastas e poderá se fundir com outras secretarias. O governador eleito não dá pistas, mas eu arrisco a possibilidade de fusão com Turismo e Ciência e Tecnologia.

As atuais secretarias de Articulação Social e Articulação Política, como se sabe, serão extintas  e a secretaria de Ressocialização e Inclusão Social deve se fundir com a SEDS. Outra decisão  já tomada, aparentemente, é a fusão da Pesca com a Agricultura.

Existe ainda a possibilidade de extinção do Gabinete Militar e Secretaria Executiva do Governador. O novo modelo de administração deve ser anunciado por Renan Filho na próxima sexta-feira, quando ele vai apresentar com sua equipe os resultados do trabalho da equipe de transição.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Há Lagoas

    Seja quem for o titular da pasta, ele precisa bater todo o empenho de Luíz Otávio Gomes – ou simplesmente LOG como era conhecido pela imprensa – assim como o número de prospecção de indústrias que se instalaram em Alagoas durante a “Era Vilela”.
    Eis aí um bom sinal do próximo governo, o que deu certo precisa continuar, a atração de empresas para nosso Estado é crucial para a economia! E Vilela dentro do possível, fez o que se espera de um gestor compromissado.
    Espero que o discurso seja colocado em pratica, para o bem de Alagoas!

Comments are closed.