Renan Filho ‘convida’ baiano para assumir Secretaria de Estado
   19 de dezembro de 2014   │     22:30  │  2

Entre os técnicos que Renan Filho está sondando para participar de sua equipe estaria um baiano. É Fábio Motta, que tem experiência na área de Turismo. Ele foi da Embratur na gestão de Flávio Dino, governador eleito do Maranhão pelo PCdoB.

A notícia está repercutindo em vários sites e jornais baianos. Separei duas informações sobre o tema. A primeira é do Correio24horas:

Balanço de Motta

Cotado para comandar a recém-criada Secretaria de Mobilidade de Salvador, Fábio Motta anda mais que seduzido por uma proposta enviada de Alagoas. Eleito governador daquele estado, o peemedebista Renan Calheiros Filho quer Motta no comando da Secretaria de Turismo. Filiado ao PMDB, Motta tomou gosto pela área quando integrou a direção da Embratur na gestão do hoje governador maranhense Flávio Dino (PCdoB). No entanto, ele ainda não sabe ao certo se vai ou se fica na prefeitura da capital baiana, para onde chegou por indicação do ex-ministro Geddel Vieira Lima, presidente estadual do partido.

O Blog do Zebrão também trata do convite que teria sido feito por Renan Filho. Veja a nota:

“Cotado para continuar na gestão, Fábio Mota poderá não assumir a pasta de Mobilidade Urbana. Especulações recentes dão conta de que ele foi convidado para assumir a Secretaria de Turismo do governo de Alagoas. Turismo não é uma área estranha a Mota. Antes de assumir a gestão da Semut, ele foi secretário nacional de Desenvolvimento de Programas de Turismo do Ministério do Turismo. A partir da experiência na pasta, o governador eleito de Alagoas, Renan Filho, também do PMDB, teria lhe feito o convite. Sobre a possível saída de Fabio Mota da administração, Lúcio Vieira Lima também diz desconhecer. “Estou por fora. Ele não me comunicou nada”, disse. Para Lúcio, dificilmente Mota deixará a administração já que há possibilidade de ficar com a pasta da Mobilidade Urbana. “Essa é uma secretaria de grande visibilidade porque é uma preocupação de todas as cidades”.

 

A assessoria de Renan Filho não se pronuncia sobre o assunto. Agora é aguardar até a próxima segunda-feira para saber se Motta está no primeiro escalão do futuro governo.

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. marcela lemos

    Comentário era pra ser enviado sobre a indicação do ex-ministro Alexandre Padilha para a Secretaria de Saúde do novo Governo.

  2. marcela lemos

    Infelizmente, os alagoanos em sua maioria só enxergam um palmo à frente do nariz, quando o assunto é política. Mas há quem enxerga muito longe . . .
    Veja esta matéria do Estadão.

    Segundo o Estadão, conformado com a perda de espaço no ministério do segundo governo Dilma Rousseff, o PT prepara um avanço sobre os cargos de confiança do governo federal nos Estados e em grandes municípios como forma de reverter pelo menos em parte o prejuízo. A ideia é fazer uma espécie de “recall” dos cerca de 15 mil postos federais fora de Brasília identificando indicações politicamente obsoletas e ocupando os espaços.

    Não se trata, no entanto, de ocupar apenas as posições políticas. O PT pretende expurgar os técnicos que ascenderam a postos de maior destaque e que ainda garantem um resto de eficiência para a máquina pública. Vejam a afirmação do Secretário Nacional de Organização do PT, Florisvaldo Souza:

    “A ideia é melhorar a representatividade. Às vezes, tem gente lá que não representa mais as forças que compõem a base do governo… Tem lugares em que a pessoa indicada saiu e acabou ficando algum técnico de carreira, sem qualquer compromisso político”

    Esta afirmação é extremamente grave e comprova que o PT, neste quarto mandato, parte para o desmonte final da máquina pública. Para o seu mais completo aparelhamento. Se esta máfia acabou com a Petrobras, colocando corruptos em postos chave da estatal, imaginemos o que não farão nos estados, nas chefias do DNIT, nos escritórios da CONAB e outras extensões da estrutura do estado.

    Esta declaração do petista Florisvaldo é um alerta para o povo brasileiro. O Estado vai se tornar ainda mais corrupto e perder o que ainda tem de eficiência. No lugar de técnicos, o PT vai colocar mais companheiros. Se a qualidade da saúde, da segurança e dos transportes é péssima e a roubalheira tira do povo escassos recursos, o último passo foi dado: em lugar dos últimos “técnicos de carreira” haverá um “petista de carreira”. E a especialidade deles a gente sabe muito bem qual é.

    Alguma coisa a ver com o convocado pra Saúde?

Comments are closed.