Governo vai criar ‘super secretaria’ do Desenvolvimento Econômico
   23 de dezembro de 2014   │     17:05  │  0

O governador eleito, Renan Filho, já avisou que vai trabalhar com 18 secretarias de Estado. Como ele já indicou até agora 14, ficam faltando quatro Pastas.

A pergunta é: quais?

Da atual estrutura do governo, ele não anunciou Pesca, Agricultura, Sepaz, Ressocialização, Ciência e Tecnologia, Fazenda e Turismo. O governador Renan Filho não anunciou também Desenvolvimento Econômico, Pasta que como se sabe, será “separada” da atual Seplande.

Estas oito secretarias, anote, vão ser reduzidas a quatro.  Ressocialização deve ir para a SDS. Pesca será fundida com Agricultura, cujo nome será indicado pelo PTB. Sepaz, se não houver nenhuma mudança, permanece do jeito que está e fica na cota do deputado federal Givaldo Carimbão, do PROS.

Fazenda será escolha pessoal de Renan Filho. O provável é que o nome seja escolhido entre técnicos do Tesouro Nacional.

Turismo e Ciência e Tecnologia caminham, a passos largos, para formarem, juntas com Desenvolvimento  Econômico, uma “supersecretaria”.

A nova Sedec nasceria com uma estrutura mais ampla, capa de continuar e até ampliar o trabalho que vem sendo realizado na gestão de Teotonio Vilela Filho. A Pasta do Desenvolvimento Econômico, mesmo atrelada a Seplande, foi responsável pela captação de grande empresas em todos os setores – inclusive no Turismo.

Se o governador anunciar a criação da Super Sedec, como se espera, Alagoas estará dando um passo importante para avançar na política de atração de grandes empresas e de novos segmentos para a sua economia, atraindo mais empresas nos setores da indústria, comércio e serviços. Somente assim o estado será capaz de diminuir sua dependência do setor sucroenergético.