No discurso de posse Renan Filho vai pregar a união por Alagoas
   31 de dezembro de 2014   │     21:54  │  6

A partir da zero hora deste dia primeiro de janeiro de 2015 Renan Filho pega o ‘bastão’ e passa a responder diretamente pelo destino de 3,3 milhões de alagoanos.

Aos 35 anos, economista, casado com Renata e pai de dois filhos, o João e o Davi, o novo governador chega ao comando do estado prometendo mudanças e trazendo, nos ombros, a responsabilidade política de governar um estado pobre, com os piores índices de violência do Brasil, num momento em que o país enfrenta dificuldades em sua economia.

Se ele está preparado? Renan Filho, apesar de jovem, fala com experiência e tem um discurso de maturidade política. Os desafios  do dia a dia é que dirão se ele será capaz de conduzir Alagoas para novos patamares.

Para fazer Alagoas avançar e melhorar os indicadores sociais, o governador acredita que não será possível perder “esta oportunidade”. A seu favor tem uma relação estreita com a presidente Dilma Roussef, o peso do senador Renan Calheiros na presidência do Congresso Nacional e o apoio de mais de dois terços das lideranças políticas, empresariais, sociais e das instituições do estado.

Ao ser empossado, hoje, Renan Filho fará uma avaliação dos indicadores sociais, da atual situação do estado, falará do simbolismo dos 200 anos de Alagoas, que serão comemorados em 2017 e vai pregar a união: “esse é o caminho. Sem a união de todos os alagoanos não conseguiremos fazer as mudanças que nossa gente precisa. Quero unir Alagoas e os alagoanos para que nosso estado possa avançar e nossa população tenha direito a uma vida mais digna”, adianta o governador.

Que você, Renan Filho, vá além do discurso. Que suas palavras alimentem os sonhos e as esperanças dos alagoanos, mas que sejam também traduzidas nas ações clamadas por nosso povo.

COMENTÁRIOS
6

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. saulo mendes

    Assim como ele, Renan Filho, seu pai Renan e Collor, se uniram para inviabilizar o EISA, no governo Téo? É o slogan de GB casa bem com a trairagem alagoana. Agora uma coisa é certa: não espere golpe baixo do Téo.

  2. ex-eleitor

    DO TEMPO QUE EU ESCUTO QUE ESSA TURMA FALA QUE VAI MELHORAR A GENTE JÁ ERA PARA SER UM PAIS DE PRIMEIRO MUNDO, PORTANTO MOÇO DESSE BLOG DEIXE DE BLÁ,BLÁ BLÁ, EDUCAÇÃO FALIDA,SAÚDE FALIDA E SEGURANÇA FALIDA.

  3. jose antonio dos santos

    O senhor blogueiro parece ter sido mordido pela “mosca branca”, você parece acreditar em político, se verdade você é mais uma otário!.

  4. jose antonio dos santos

    Na Rádio Jovem Pan, um ouvinte enviou uma mensagem:” Dilma vai empossar 39 ministros, Ali Babá tenha 40..”

  5. jose antonio dos santos

    Esta equipe de Secretários do Governo Renan Filho é a pior dos últimos tempos, com exceção do Dr. Alfredo Gaspar de Mendonça. Composta por uma vergonha chamada “toma lá dá cá” que se acomoda no Brasil inteiro.
    Pelo que os meios de comunicação divulgaram: Cláudia Petuba, nenhuma experiência, A SENHORA EX-UCISAL, dizem acabou com a entidade, péssima gestora, Milena Freitas, acusada em processos judiciais, Adérico, figura já conhecida, não acrescentou novidade alguma na área, Secretaria da Fazenda, um forasteiro que nada conhece de Alagoas. O que se esperar de NOVO GOVERNO dessa gente.
    E mais Renan Filho vai enfrentar uma Assembléia Legislativa que na linha de frente vai ter Antonio Albuquerque que não engole sapo.

Comments are closed.