Em entrevista ao blog, Renan Filho avisa: “sou movido a desafios”
   15 de janeiro de 2015   │     21:24  │  4

Trabalhando todos os dias no palácio até 21h e “levando serviço para casa” o governador Renan Filho já dá sinais de cansaço físico. Ainda assim demonstra total disposição para manter o ritmo intenso o tempo que for necessário.

“Eu sou movido a desafios. É uma grande honra ser governador de Alagoas e eu vou trabalhar muito para cumprir  os compromissos assumidos com o povo alagoano”,  enfatiza.

Nesta quinta-feira, 15, Renan Filho me recebeu para uma conversa no Palácio República dos Palmares. Foi o primeiro encontro do governador com um jornalista em seu gabinete. Foi uma conversa rápida – até porque a agenda não permite, por enquanto, conversas mais longas com ninguém.

Preocupado especialmente com  as finanças, Renan Filho avaliou positivamente o desempenho de alguns secretários. Ele tem aprovado, de forma diferenciada, a atuação de nomes como Fábio Farias (Gabinete Civil), Alfredo Gaspar de Mendonça (Defesa Social), Luciano Barbosa (Educação), Alvaro Vasconcelos  (Agricultura),Ênio Lins (Comunicação) e Jeanine Pires (Desenvolvimento Econômico e Turismo).

Mas vai aqui um aviso a todos estes e outros secretários: a avaliação será permanente. “Vamos avaliar os secretários quantitativa e qualitativamente”, avisa o governador. Para essa tarefa ele contará com o suporte de profissionais como Poliana Santana, coordenadora do programa Alagoas Tem Pressa.

Trabalhar com metas, planejar a curto, médio e longo prazos, definir prioridades, envolver os servidores e mobiliar a sociedade, além de  e focar a atuação nas questões mais importantes, buscando a modernização da máquina administrativa parece ser – ao menos por enquanto – o estilo de Renan Filho.

Por enquanto são apenas 15 dias de governo. Vamos esperar  um pouco mais para testar a disposição e a energia do governador.

Edivaldo Junior e Renan Filho (1)1

COMENTÁRIOS
4

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. jacqueline

    Alagoas SEM pressa,contar com o “suporte” da mesma coordedadora do Téo Vilela é um desrespeito muito grande por seus eleitores Renan.

    Pelo jeito Alagoas vai continuar na mesma. Não há outra pessoa com capacidade para coordenar este projeto tão importante para nosso Estado?

    Os ex-secretários de Vilela continuam mandando e rindo da nossa cara.

  2. Há lagoas

    Renan Filho tem a obrigação de fazer um excelente governo, ele se propôs a isso, agora cabe cumprir.
    Quem sabe, o cidadão formador de opinião não reconheça nele o DNA de seu avô, resgatando com isso o nome da família Calheiros.
    Quanto ao seu pai, cabe a ele o crucial papel de ajudar seu filho a se livrar de sua sombra e de quebra auxiliar Alagoas a se desenvolver!
    Fica aqui minha torcida por meu Estado, pela minha gente e pelo novo governo.

  3. Amanda

    Esses desafios, inclusive, pode até colocar em xeque as próprias promessas que esse abençoado bradou durante a campanha. Avaliar e aprovar as propostas de Luciano Barbosa como positivas é provar que não entende absolutamente nada de EDUCAÇÃO. Será possível que não é necessário ser Doutor em Educação, para saber que os 102 municípios de Alagoas não tem capacidade pra tomar exclusivamente conta da Educação Fundamental? Pois essa é o que o experiente Secretário está querendo realizar. Jogar essa responsabilidade, vai ser muito cômodo pra ele, cuidar apenas do ensino de nível médio vai lhe render alguns elogios, pois quando tudo der errado vamos ouvir a música: ” a culpa é dos gestores municipais”

  4. José Ferreira

    Alagoas Tem Pressa – possuía 74 projetos, ond apenas 1 foi executado em 8 anos de Téo.
    Aí Renan Filho pega a mesma gestora, a Pernambucana Poliana Santana que foi adjunta do Luiz Otávio Gomes na Seplande. Aliás o LOG, do Pan Americano, continua mandando no governo, é sócio de Fabio Farias na Portobello e agora emplaca Poliana na gestão RF.
    Se ela é boa, e não tem ninguém em Alagoas capaz, estamos no fundo do poço sem fim.

Comments are closed.