Renan Filho e Luiz Dantas confirmam votação do rateio do Fundeb
   10 de fevereiro de 2015   │     23:17  │  4

O governador Renan Filho e o presidente da Assembleia Legislativa, Luiz Dantas, chegaram a um entendimento sobre os projetos que serão votados nesta quarta-feira, na primeira sessão da ALE após a posse dos deputados na nova legislatura, realizada, no dia 1º passado.

A prioridade do governo é a votação da autorização para pagamento do rateio do Fundeb e a Lei Delegada, informa o secretário Fábio Farias, do  Gabinete Civil, que conversou na tarde  desta terça-feira, 10, com Luiz Dantas.

Com maioria no Legislativo, a bancada do governo tende a aprovar os dois projetos nesta quarta-feira, sem dificuldades.

Renan Filho disse que esses dois projetos atendem as necessidades do governo, ao menos por enquanto. Aprovada o rateio do Fundeb, o governador disse que vai autorizar o pagamento no menor tempo possível.

Com a Lei Delegada, Renan Filho vai iniciar, de fato e de direito, a reforma administrativa do seu governo. Entre as primeiras medidas estão a criação de duas novas secretarias (Esportes e Transportes) e a extinção ou fusão outras  sete pastas– entre elas Pesca, Secretaria Executiva , Ressocialização e Planejamento.

Na base do acordo

O presidente da ALE, Luiz Dantas, conseguiu uma trégua com os servidores do Legislativo para a realização da sessão nesta quarta-feira, 11. Apesar disso, ele admite, que a greve continua: “agradecemos por esse momento e vamos voltar a nos reunir com os servidores no próximo dia 24, quando apresentaremos uma proposta para pagamento dos atrasados. Até lá não voltaremos a nos reunir”, adianta.

Luiz Dantas também espera realizar no próximo dia 24 a abertura dos trabalhos da nova legislatura, numa sessão solene que deve contar com a presença do governador Renan Filho e do presidente do Tribunal de Justiça, Washington Luiz, entre outras autoridades.

Nada a esconder

Depois de se reunir, ontem, com o Ministério Público, Luiz Dantas avisou que vai divulgar, onde for necessário, todas as receitas e despesas da casa: ‘vou cumprir a lei da transparência. Não temos nada a esconder. Já orientei o pessoal da Casa a iniciar os procedimentos”, aponta.

COMENTÁRIOS
4

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Professora

    Já o presidente do sindicato da casa diz que, TALVEZ, não haja abertura da ALE em decorrência da greve dos servidores.Educação tem culpa deste cenário?Será que não estamos sendo punidos em detrimento de outrem?

  2. Pedro filho

    Uma atitude honrosa- a dos servidores do Legislativo. Poderiam se negar e continuar em greve, mas acho que eles abriram uma exceção mais para ajudar a classe dos trabalhadores da Educação, tão sofrida quanto a deles. Uma atitude que merece aplausos e mais atenção por parte da mesa diretora da AL, para que paguem o mais rápido possível seus atrasados.

Comments are closed.