Setor industrial brasileiro pede a Renan agenda de crescimento
   11 de fevereiro de 2015   │     17:45  │  0

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recebeu nesta terça-feira, 10, a visita do presidente da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), Robson Andrade. Ele veio acompanhando de José Carlos Lyra ,presidente da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea). Na visita, Robson Andrade pediu que o presidente do Senado Renan Calheiros priorize no Congresso Nacional a votação de medidas legislativas  que garantam um melhor desempenho do setor industrial brasileiro no curto prazo.

Robson Andrade sugeriu a votação de propostas que simplifiquem as legislações trabalhista e tributária, além do fim da guerra fiscal,  o que segundo ele pode dar novo fôlego ao setor produtivo brasileiro.  “Temos uma pauta muito ampla, o que temos visto é que tem pouco espaço para ações quem podem ser aplicadas no curto prazo, que implicariam na redução imediata de custos para a indústria. O que o Brasil precisa é dar uma competitividade para que possamos exportar. São medidas que podem facilitar as exportações brasileiras, como a melhoria do câmbio, a desburocratização dos portos, o portal único do exportador”, explicou.

Reunião com o setor produtivo

Durante a reunião, ficou acertado que o presidente do Senado, Renan Calheiros e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) farão uma reunião com setores da economia, do comércio, da indústria e do sistema financeiro. O objetivo é levantar todas as medidas legislativas que poderão ser implementadas imediatamente para melhorar o ambiente de negócios no Brasil. O presidente do Senado deverá definir a data do encontro.

(*assessoria)

Robson Andrade, Renan Calheiros e José Carlos Lyra

Robson Andrade, Renan Calheiros e José Carlos Lyra