RF autoriza compra e Seapa deve acabar ‘vício’ na compra de sementes
   2 de março de 2015   │     17:17  │  3

O governador Renan Filho autorizou a compra de sementes para agricultores familiares do estado, como era de se esperar que o fizesse.

Não há nada de novo na autorização – em si. O governo deve desembolsar valores semelhantes ao que era gasto nos anos anteriores.

A diferença é que pela primeira vez a Secretaria de Agricultura vai fazer um pregão eletrônico e abrir, efetivamente, a participação para empresas locais.

Até o ano passado – estranhamente –  apenas uma empresa do Rio Grande do Norte, a Santana Sementes, vencia as licitações realizadas para a compra de sementes em Alagoas.

Há quem diga que existiam vícios no processo de aquisição das sementes. Um deles era a especificação de determinados tipos ou variedades que favoreciam apenas um só “vencedor”.

O faturamento

Duas empresas do mesmo grupo faturaram mais de R$ 15 milhões com a vende de sementes e farelo ao estado, somente no ano passado, em vendas realizadas para a Defesa Civil e para a Secretaria de Agricultura do Estado.

A Santana Algodoeira registrou faturamento de R$ 4 milhões na Defesa Civil e a Santana agroindustrial Ltda registrou faturamento de R$ 7,1 milhões na Secretaria de Agricultura e mais R$ 3,99 milhões na Defesa Civil.

Em 2013 a mesma Santana Algodoeira Ltda registrou vendas de R$ 10,7 milhões  à Secretaria de Agricultura do Estado.  Em 2012, a mesma empresa recebeu R$ 5,9 milhões do Estado e mais R$ 6,7 milhões em 2011.

Somente no segundo governo de Teotonio Vilela Filho o mesmo grupo registrou faturamento de R$ 38,8 milhões na Secretaria de Agricultura.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Alex Borges

    Boa tarde a todos, a matéria publicada e verídica, pois sou produtores de sementes, e a diversos anos venho tentando participar das licitações que o Estado De Alagoas faz, mais como disse na matéria existiam vícios no processo de aquisição das sementes. Um deles era a especificação de determinados tipos ou variedades que favoreciam apenas um só “vencedor” (Santana Algodoeira Ltda) ou (Santana agroindustrial Ltda). e como o processo era na forma de Pregão Presencial, acabava dificultando mais ainda a participação de diversas empresas no processo.

    Quem sabe agora com a modalidade de licitação de Pregão Eletrônico, isso possa ser revertido, desde que não seja determinados tipos ou variedades que favoreciam apenas um só “vencedor”.

  2. Luiz Alberto

    O pregão eletrônico não garante que as empresas local sejam vencedoras no processo, muito pelo contrário. Quer beneficiar empresas local, direcione a licitação para compras até R$ 80 mil (como determina a lei que concede tratamento diferenciado as MPEs). Não há milagre.

  3. luiz paulo sodré

    Sr. Edivaldo,tudo que esse governo faz são ilações,o governador Teotonio ficou 8 anos no poder,nunca foi acusado de irregularidades e muito menos de improbidade administrativa,o antigo gestor logo após as eleições,criou uma equipe de transição composta por diversos secretários,durante esse período,esse governo que ainda não mostrou para o que veio,fez elogios e nada reclamou,mesmo porque, o carioca que ele escolheu para secretário da Fazenda só foi indicado nas vésperas da posse,quando esse moço começou a fazer essas ilações,o antigo secretário Mauricio Toledo o contestou em quase tudo,inclusive que teria ficado em caixa e a arrecadar quase 900 milhões, e ele nada retrucou,agora esse mesmo governo na pessoa do Sr. Luciano Barbosa retirou os ônibus dos estudantes sem ter uma solução de continuidade,baseado apenas numa lei do passe livre que se vier a vingar levará pelo menos três meses,enquanto isso a pretexto de fazer politicagem está prejudicando milhares de estudantes e pais,por que a imprensa não publica essas mazelas? lhe escrevo sempre da criminalidade,mas logo a população estará sentindo os efeitos dessa gestão que está perdida,não paga a quem deve demitiu uma porção de comissionados e não preencheu ainda, metade das pessoas necessárias pra mover a máquina pública,reafirmo que se estávamos ruins,vamos piorar ainda mais, pode ter certeza.

Comments are closed.