Apesar da redução, Alagoas ainda registra quase 6 homicídios por dia
   14 de março de 2015   │     22:41  │  0

Quando se avalia um dado estatístico, o correto é comparar ano a ano, mês a mês. É assim na economia com a inflação.  Nada diferente dos acidentes e mortes nas rodovias, divulgados pela PRF.

Seguindo essa linha, a Secretaria de Defesa Social de Alagoas anunciou redução de 25% e 17,88%, respectivamente, no número de homicídios no Estado, nos meses de janeiro e fevereiro de 2015, em comparação com 2014.

A redução é significativa, mas a taxa de homicídios continua muito alta. Isso porque a base de comparação também era muito alta.

De acordo com dados da Sedres, em 2014 foram 204 homicídios em janeiro e 181 em fevereiro. A média dos dois meses foi de 6,5 mortes desse tipo por dia no Estado. Em 2015 foram registrados 182 e 157 homicídios, respectivamente, com média diária de 5,7 mortes no ano.

Mostrando tudo

O secretário Alfredo Gaspar vem divulgando, mês a mês, os números da violência. Ele chegou a enfrentar em fevereiro (quando divulgou dados de janeiro) questionamentos sobre a transparência das informações porque a Sedres não havia atualizado, no seu portal, os dados oficiais de novembro de dezembro de 2014.

Os dados foram atualizados e o blog reproduz os principais números. As tabelas mostram uma redução maior, por exemplo, no número de homicídios do que nos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), que incluem mortes por latrocínio, resistência com resultado morte e outros crimes, além do homicídio doloso.

Resultados

É muito cedo para comemorar qualquer tipo de redução. Até porque em janeiro, por exemplo, o número de homicídios foi superior a dezembro. Mas a Sedres mantiver a inflexão negativa nas estatísticas da violência, Alagoas pode terminar 2015, pela primeira vez em anos, sem o incômodo título de campeão na taxa de homicídios do país.

Em Maceió, onde a redução no número de homicídios foi proporcionalmente maior, os resultados são mais animadores. A capital, que já não é, desde o ano passado, a mais violenta do Brasil, tende a ver cair, ainda que lentamente sua taxa de homicídios.

Em resumo, mata-se menos, mas ainda se mata demais em Alagoas.  Apesar de todas as críticas, o estado iniciou um processo de redução da violência a partir de 2013. Ao que parece, o trabalho foi intensificado nos últimos meses, o que tende a melhorar os resultados.

Tabelas

Os relatórios estatísticos completos estão disponíveis no site da Defesa Social: http://www.defesasocial.al.gov.br/estatisticas-trimestrais/2015/BoletimMensalCriminal%20-%20Janeiro2015.pdf/view

Confira as tabelas com dados sobre homicídios e CLVI. Note que os dados estão atualizados até janeiro. Os números de fevereiro ainda não foram atualizados no site, mas foram apresentado na imprensa pela Secretaria.

homicidios alagoas 2015