Ação de JL impede venda de usina e atrasa pagamento a trabalhadores
   16 de março de 2015   │     20:44  │  16

A ação de exceção (suspeição) movida pelo empresário João Lyra contra o juiz da comarca de Coruripe,  Mauro Baldini, não tem data para julgamento em segunda instância, no Tribunal de Justiça de Alagoas.

Por conta da ação, datada do último dia 5 de março, o juiz suspendeu o processo de venda dos ativos da massa falida da Laginha Agroindustrial S/A. O ‘imbróglio’ jurídico deve atrasar ainda a negociação em torno das unidades do Grupo JL que já estavam praticamente vendidas.

É o caso da usina Vale do Paranaíba, de Minas Gerais, que tem (ou tinha) proposta de R$ 165 milhões para pagamento a vista, apresentada por uma grande trading.

De acordo com o administrador judicial da massa falida, Carlos Franco, o valor da negociação seria suficiente para pagar, com ‘folga’, todas as ações trabalhistas da massa falida.

A ação de suspeição contra o juiz Mauro Baldini é avaliada como “manobra jurídica”, uma tentativa do empresário de “ganhar tempo” para tentar reverter a decretação da falência. Um dos advogados que acompanha o processo representando credores da massa falida diz que é praticamente certo que o TJ recuse a ação de suspeição, por “falta de fatos concretos”. Ele diz que está claro que trata-se apenas de manobra jurídica.

“O que esperamos é que o desembargador Fábio Bittencourt  (que fará o julgamento da ação de suspeição no TJ) decida o quanto antes. Existem propostas para aquisição das empresas e os credores, especialmente os de dívidas trabalhistas, estão sendo prejudicados”, aponta o advogado.

COMENTÁRIOS
16

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. paulo

    eu tenho fe em deus que este pesadelo esta perto de acabar,com certeza o desembargador nao aceitara este sr.joao lyra ficar ganhando mais tempo. paulo de capinopolis-minas-gerais../

  2. A ESPERA DE UMA LUZ

    Trabalhei 9 anos na Vale do Paranaíba, sempre estou passando de frente a usina,é difícil de ver e acreditar que se encontra numa situação dessas,já a quase dois anos fechada,e quase 2 mil trabalhadores desempregados,e centenas sem receber seus acertos atrasados assim como eu.A justiça deveria ser mais ágil para resolver estas situações,ou criar soluções para que qualquer empresa num processo desses pelo menos não parasse as atividades e mantesse seus empregados trabalhando,acho que a crise seria menos.Será que todos que estão trabalhando no Judiciário sabem o que é ficar desempregado sem receber seu mísero salário,sem receber seus acertos,e a espera de uma luz?Pensem…..ACREDITAMOS NA JUSTIÇA.

  3. Carlos Pereira

    Caro Soares Pinto
    Você pousa na terra cara, a Us. Vale do Paranaíba é apenas uma das 5 unidades do grupo que foi feita uma oferta de R$ 168.000.000,00.
    Obviamente quando for a Leilão surgirá uma oferta melhor.

  4. Funcionária 2

    É claro e notório Todos sabem que existe sim o dinheiro na Suiça, e que só JL e Silvia Sacuno tem acesso. Nem os filhos.
    Mas, infelizmente a justiça da terra é essa.

  5. Funionária

    Todos sabem que existe sim o dinheiro na Suiça, e que só JL e Silvia tem acesso. Nem os filhos.
    Mas, infelizmente a justiça da terra é essa.

  6. paulo

    sr. fabio bittencourt por favor olhe para todos nos estamos morrendo de fome esperando apenas a decisao do senhor ajude-nos de logo esta sentença. que deus ilumine o senhor e todos emvolvidos neste processo.

  7. luciana santos

    Atenção!! autoridades da justiça eu, acabo de receber uma noticia de um parente q trabalhou 12 anos na trialcool q os trabalhadores em minas junto com o movimento do sem terras vão invadir as terras da trialcool agora o q valia milhões vai valer merda, esse joão lira já deveria ter prestado contas com a justiça sobre o desvio do dinheiro dos trabalhadores q o sobrinho dele, falou q esta na suíça na conta de silvia sacuno,se desvio de verbas é crime ele deveria tá preso.

  8. Ex Colaborador

    Bom dia, Edivaldo Júnior!
    Já houveram vários comentários a respeito do tempo, ou melhor, “quanto mais demora, mais desvaloriza”. Isso todos sabem, inclusive JL.

    Então, não se pode esperar mais.

    O Dr Fábio Bittencourt, com certeza, recusará a ação de suspeição.”É o que todos esperamos”. Isto ocorrendo, a venda das unidades industriais passa a ser consequência e todos serão beneficiados, principalmente, os trabalhadores e as cidades circunvizinhas.

  9. júnior

    EDIVALDO O GRANDE PROBLEMA É QUE QUANDO FOI APROVADO A RECUPERAÇÃO JUDICIAL O INTERVENTOR JUDICIAL ADEMAR FIEL TEVE MEDO RECEIO SEI LÁ O QUE, DE ENFRENTAR DR. JOÃO. TODO NÓS SABÍAMOS QUE AS USINAS ERAM VIAVEIS. QUANDO DA RECUPERAÇÃO JUDICIAL AS 05 UNIDADES MOERAM PRÓXIMA DE 7.000 MILHÕES DE TONELADAS DE CANA,TEM EXEMPLO AI MESMO NO NORDESTE ( SERGIPE ) DE USINA QUE ESTA PASSANDO POR ESSA FASE DE RECUPERAÇÃO MAS O INTERVENTOR É DE DENTRO ADMINISTRANDO CONTROLANDO TUDO E ESTA MOENDO. O QUE NÃO É CERTO É VENDER ESSAS EMPRESAS PRINCIPALMENTE A VALE DO PARANAÍBA QUE JÁ FOI CONHECIDA COMO UMA DAS MAIS MODERNAS DO BRASIL POR ESSE PREÇO, DEVE-SE REPENSAR O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL COMO FAZER COM ESSES TRABALHADORES, FORNECEDORES SEM QUE DEMORE MAIS TEMPO POIS, DAQUI ALGUNS DIAS AS USINAS NÃO TERAM MAIS NADA PELOS ROUBOS QUE VEM ACONTECENDO COMO OCORREU AQUI EM MINAS.

  10. elsharay

    EDVALDO JUNIOR, ROUBALHEIRA TA SENDO NA URUBA TÃO SUCATEANDO TUDO TEM FUNCIONÁRIO FICANDO RICO NAS CUSTA DE DR; JOÃO LYRA E O PESSOAL DA MASSA NÃO VER, TRABALHEI 25 ANOS NA INDÚSTRIA…..ERA PRA JL MANDA UMA PESSOA JUNTO COM UM DA MASSA OLHA TODAS UNIDADES , PASSEI UM ANO NA VALE , É TA NUNHA SITUAÇÃO DESSA

  11. Paulo Herôncio

    Em Minas Gerais teve casos das pessoas venderem sua casa e irem morarem debaixo de uma ponte. Esperamos que o juiz do TJ seja coerente em seu julgamento e que a paz volte reinar como antes. Dr. Fábio Bittencourt estamos todos esperando sua decisão e que ela seja justa e vamos continuar acreditando e mantendo as esperanças vivas em nome de Deus !

  12. Paulo Herôncio

    Em Minas Gerais teve casos das pessoas venderem suas casa e irem morarem debaixo de uma ponte. Esperamos que o juiz do TJ seja coerente em seu julgamento e q

  13. Igor ricardo

    Caro amigo Edivaldo junior eu, moro proximo a vale do Paranaiba quem for comprar vai pegar só a usina assim mesmo sucateada porque fazenda só tem duas o corrego das flores 1 e 2 então meu amigo soares as cana que tinha plantada os fazendeiros pegou de volta porque não recebeu eu, acho que esse valor é porque só tem a ferragem assim mesmo velha pra vocês ter uma ideia sexta feira dia 13/03/2015 a policia de ituiutaba prendeu 3 pessoas em um carro com 720 kg de fios de cobre roubado da vale do paranaiba e fora as outras coisas que nunca foram descoberto se for olhar o valor dela hoje vale muito menos do que esse valor

  14. Alagoano sofrendo em minas

    Sr:Desembargador fabio bittencourt olhe pra nos trabalhadores ate hoje sofrendo esperando pra receber nossos direitos trabalhistas que tanto sofremos pra ganhar e esse cidadão Sr:joão lira ater agora rindo de todos nos que trabalhou nas empresas dele, passamos fome esperando receber nosso direitos trabalhistas 4 meses salários em atrasos ,decimo terceiro,ferias fgts,ele já ganhou tempo de mais. todos trabalhadores estamos confiantes em vocês que fazem a justiça desse estado de alagoas ajudem nos precisamos muito receber o nosso dinheiro que tanto sofremos pra ganhar.eu confio no senhor jesus que vai dar tudo certo!

  15. SOARES PINTO

    PARABÉNS PRÁ JUSTIÇA VENDER USINA QUE VALE 1 BI POR 1,68 MI,POR ESSE VALOR VENDENDO AS 5 USINAS SÓ PAGA A DÍVIDA TRABALHISTA, ESSE VALOR É SÓ A FAZENDA SANTA TEREZA EM ATALAIA. PORQUE NÃO OBRIGA Dr. JOÃO A NEGOCIAR JUNTO COM SEUS FILHOS, VENDENDO DUAS USINAS PAGA TODAS AS DÍVIDAS QUE TAMBÉM NÃO É ESSE VALOR COMENTADO. É UM NEGÓCIO MUITO RENDÁVEL VENDER O QUE NÃO É NOSSO E NÃO TER A OBRIGAÇÃO DE LIQUIDAR O VALOR DEVIDO!!!!!!! Dr. FÁBIO BITTENCOURT, NÃO É JUSTO O QUE ESSES FILHOS PASSARAM AO LONGO DO TEMPO, O POVO VENDENDO ELES PARA O PAI E TIRANDO O QUE DEVERIA SER DELES, PELA LEI DA NATUREZA.

Comments are closed.