Secretaria de Educação deixa transporte escolar sem pagamento
   7 de maio de 2015   │     10:12  │  0

Um drama para os trabalhadores, uma incerteza para os estudantes e um grande imbróglio para governo de Renan Filho, o transporte escolar da rede estadual continua gerando polêmica e parece um problema longe de ser resolvido.

O sistema antes funcionava através de uma Organização Social, o Instituto Apoio à Gestão Pública, que controlava todo o transporte no estado. O novo secretário de Educação, vice-governador Luciano Barbosa cancelou o contrato, que considerou muito caro (cerca de R$ 50 milhões por ano) e em seu lugar tentou implantar a municipalização no interior e o passe livre em Maceió.

O passe livre, como se sabe não deu certo e nem todas as prefeituras aderiram à municipalização. Como saída, a Secretaria  de Educação realizou contratos emergenciais para assegurar o transporte.

O governo ainda não encontrou uma solução, até agora, para contratação de monitores que atuavam no transporte escolar e, para complicar ainda mais a situação, ainda não pagou o serviço transporte  escolar este ano. Só em Maceió seriam cerca de 100 ônibus contratados para atender o transporte de alunos da rede estadual de ensino.

O atraso no pagamento prejudica trabalhadores em todo o estado, como registra o leitor JF em texto enviado para o blog:

“Boa tarde, gostaria de deixá-lo ciente da situação vivida hj pelos transportadores de alunos contratados pelo governo de Alagoas. Tem pai de família que não recebeu o mês de Janeiro, que não tem o que comer em casa, já os que foram recontratados e recomeçaram em Março também não receberam seus dinheiros, tendo eles que arcarem com motorista, combustível e manutenção dos ônibus. E aquele que disser que não tem condições de transportar por conta de falta de diesel, perde o contrato. A situação está muito complicada, a secretaria não dá resposta nenhuma sobre esses pagamentos, mas exige que o pessoal trabalhe”.

 

Pagamento sai em breve

De acordo com texto produzido pela Agência Alagoas, Luciano Barbosa promete pagar em breve os transportadores escolares. O atraso, segundo o vive-governador, se dá em função da “burocracia”. Veja o texto:

 

“Pagamento dos transportadores escolares será realizado em breve

O vice-governador e secretário de Estado da Educação, Luciano Barbosa, participou ao vivo do programa Hora da Verdade, na Rádio Jovem Pan AM, na tarde desta terça-feira (5) e garantiu que o pagamento dos transportadores escolares será feito o mais rápido possível para garantir que a frequência dos alunos nas escolas não seja afetada.

Durante a entrevista ao radialista Elísio Silva, o gestor da pasta da Educação estadual disse que os estudantes da rede pública alagoana não podem ser penalizados pela burocracia exigida nos trâmites dos contratos públicos e todo artifício está sendo providenciado para regularizar a situação.

 “Infelizmente, houve um atraso no contrato vigente. Não é a falta de recursos, recursos nós temos, mas sim por conta de toda burocracia que esses processos requerem. Com o atraso na votação do orçamento na Assembleia Legislativa, apenas na semana passada, a peça orçamentária que permite a elaboração do processo e a liberação dos devidos pagamentos, foi liberada. Estamos empenhados, todo processo já está em curso e o pagamento sairá brevemente, para que os alunos não percam aula”, esclareceu o secretário.

Representantes da categoria de motoristas do transporte escolar se reuniram com a equipe de transportes da Secretaria Estadual de Educação para esclarecerem a necessidade do enquadramento legal dos contratos.

De acordo com Luciano Barbosa, o transporte escolar é uma grande prioridade no momento e que o setor de transportes da pasta está agindo com a maior celeridade possível para agilizar os pagamentos”.