Salário de professor da prefeitura de Maceió passa de R$ 11 mil
   21 de maio de 2015   │     8:54  │  10

Revelei aqui, em texto postado no final de semana, que a prefeitura de Maceió tem servidores com salários de verdadeiros Marajás ((http://wp.me/p2Awck-2Ci). Os vencimentos chegam, na tabela salarial, a mais de R$ 75 mil. Com a aplicação do redutor (teto) constitucional, os salários  chegam a R$ 45 mil.

O texto teve forte repercussão e causou perplexidade. Afinal, a ideia que se tem é que o servidor público ganha mal. Se o salário deveria ser maior ou não, é uma questão que deve ser discutida. Mas fatos são fatos.

A média salarial na prefeitura de Maceió é de R$ 3,3 mil (salário bruto). Como chegamos a este número Dividindo o total da folha de abril (R$ 65,1 milhões) pelo total de servidores listados (19,3 mil).

Pelo mesmo critério é possível perceber que o média salarial dos 177 servidores lotados no gabinete do prefeito é de R$ 2,5 mil, enquanto a média salarial dos professores (ativos e inativos) chega a R$ 3,4 mil.

O protesto da leitora

A tabela salarial preparada pela Secretaria Municipal de Administração que publiquei revela que o salário de professor 40 horas do município varia de R$ 2,9 mil até R$ 11,6 mil. É uma tabela salarial acima da tabela da rede estadual de ensino e do setor privado. Entre as capitais do Nordeste, a Educação de Maceió aparece com a terceira melhor remuneração.

Muitos estranharam: “Como assim? Professor ganhando mais de R$ 11 mil em Maceió?!!”. E porque não? Médico, engenheiro, dentista e advogado podem ganhar bem e professor não?

Alguns leitores contestam a informação, que, repito, está disponível para a consulta de qualquer um no Portal da Transparência de Maceió. Você também pode fazer sua pesquisa neste link: http://ssmfwebsvr.smf.maceio.al.gov.br/transparencia/#/servidores_folha

Em comentário neste blog a leitora (ou leitor) que assina como Neri Valença apresentou uma dúvida, que me parece sincera, apesar da linguagem “ríspida”.

Meu querido, Edvaldo,

Acredito que sua informação sobre o salário final do professor, no caso do município de Maceió, está absolutamente equivocada. Se existir algum caso, é porque foi forjado, foi manipulado para confundir a camada menos informada da sociedade. Edvaldo, seja mais claro, e de fato, revele a verdade. Ou Você está recebendo uma boa esmola para mentir tanto, ou é um tremendo trapalhão (Neri Valença).

Prometi uma resposta a leitor. E aqui vai: em verdade, Neri tem professor que recebe sim mais de R$ 11 mil. É uma minoria, mas ela existe. Pelo menos mil professores de Maceió recebem salários de R$ 5 mil ou mais.

Levantamento feito pelo blog mostra que existem lotados na Educação 5.752 servidores. Deste, 3,7 mil são professores. Os demais são auxiliares de sala, merendeira, serviços gerais etc, todos ganham salário bem menores do professores. As merendeiras ganham, em média, abaixo de R$ 1 mil, enquanto os professores, considerando apenas os que estão na ativa, tem média salarial de R$ 3,15 mil.

O conselho do leitor

A dúvida de que Neri pode ser tirada por qualquer um, como registrou em comentário sobre o mesmo texto postado aqui  o leitor que assina como Roberto: iz P

Creio q exista sim professor recebendo 11mil, ta lá no site….vá olhar o nome e descubra.

Segundo muitos buscam e querem progressão sem realizar capacitação, fica difícil mesmo, e TB existem casos de recorrrer a justiça. Agora o principal, isso não é culpa de prefeito A ou B, isso é culpa da justiça, conivente e apadrinhadora. Pois tais vencimentos são adquiridos judicialmente.

Você também pode fazer sua pesquisa.

Para que não fiquem dúvidas, preparei duas tabelas com os 100 maiores salários de professores ativos e 50 maiores inativos e ativos. Vá lá no portal e faça a sua pesquisa: http://ssmfwebsvr.smf.maceio.al.gov.br/transparencia/#/servidores_folha

servidores educaçãooservidores educação23

 

COMENTÁRIOS
10

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Rose

    Sou professora da prefeitura de Maceió e não recebo esse valor que está no portal. Será que não é o que resta a receber durante o ano? Pq mensalmente não recebo esse salário.

  2. andre

    vou pra Maceió… pois professor esta ganhando mais do que eu que trabalho em 3 cidades e chego a ter uma renda liquida de r$ 4500.00. farei o concurso para efetivo dessa cidade já que tenho parentes la..

  3. Há lagoas

    Maceió pode ser a terceira capital do Nordeste em média salarial para professor municipal, mas, e no quesito Ideb?! Já sei a resposta da maioria dos servidores, a culpa é sempre da infra-estrutura, do aluno e principalmente do gestor… Ser professor é compartilhar conhecimento, e este profissional merece nosso respeito e bons salários, assim como Maceió necessita de professores compromissados.

  4. Rubem Fidelis

    Caro Edvaldo, concordo com o Neri Valença, você é um tremendo trapalhão. Ademais leviano. O campo “Benefícios” que aparece na tabela da SEMARHP não é uma constante mensal no salário dos servidores do Município, estão ali 13º salário (pago no mês de aniversário do servidor), 1/3 das férias e outros extemporâneos. Não deves associar os vencimentos dos Procuradores do município de Maceió com os dos demais servidores, não há parâmetro para isso. Assim como não posso associar o vosso salário de jornalista aos salários dos jornalistas Globais.
    Em seu novo texto você afirma: “a ideia que se tem é que o servidor público ganha mal. Se o salário deveria ser maior ou não, é uma questão que deve ser discutida. Mas fatos são fatos”. Qual servidor? Quais os parâmetros de comparação? Essa discussão é relativa. Que fatos? A tabela do Portal da Transparência é um fato? Reflete uma realidade indubitavelmente? Quando nos expressamos sem uma reflexão prévia incorremos no erro. Errar é humano, persistir no erro é…

    1. Edivaldo Júnior Post author

      Os salário s analisados são do mês de abril deste ano, semelhantes aos dos mesess anteriores. Mas deixo aberto o espaço para que você envie amostra amostragens de outros meses, cujos resultados sejam diferentes

      1. Rubem Fidelis

        A prova cabe a quem alega, ainda assim, verifiquei o primeiro nome da tabela que o Jornalista apresentou:
        Servidor SEMED, Matrícula Nº 7883.
        Os meses de janeiro, fevereiro e março diferem do mês de abril/15.
        O Portal da Transparência do Município apresenta erros grosseiros, não pode ser tomado como certeza. A exemplo, nos meses de janeiro e fevereiro/2015 consta o nome da atual Corregedora da Guarda Municipal (nomeada em 13 de junho de 2014 – DOM) Pollyanna Nemézio. Contudo, nos meses de março e abril/2015 consta o nome do corregedor anterior (exonerado em 13 de junho de 2014 – DOM) Dr. Marcos Daniel, atualmente desenvolvendo excelente trabalho na SMS.

        É temerário quando a liberdade de expressão dá lugar a expressão da vontade alheia.
        Na qualidade de Servidor Público, consciente do meu papel na sociedade, aguardo dias melhores.

        1. Edivaldo Júnior Post author

          Prezado, parabéns pela iniciativa de verificar os dados.
          Como registrei no texto, os dados são relativos ao mês de abril de 2015 e foram baseados em informação oficial da prefeitura.

  5. alexandre Henrique

    Edivaldo se o professor ganha 11 mil e porque já está com 30anos de serviço mande o prefeito botar a Folha de pagamento dos cargos comissionados no blog pra sociedade ver quanto eles ganham sem da um dia de serviço o prefeito que jogar o servidor contra a população e a pior proposta que um prefeito fez para o servidor público até hoje 2.16 isso é um absordou estou 1ano e 6 meses sem aumento

Comments are closed.