Apesar da pressão, Mellina não deve deixar Secretaria de Cultura
   7 de junho de 2015   │     23:26  │  0

A exibição de duas reportagens no SBT Brasil serviu para retomar a discussão em torno da nomeação de Mellina Freitas para a secretária de Cultura do Estado.

Em release distribuído com a imprensa, na sexta-feira, o MovA informa: “em duas reportagens especiais, exibidas respectivamente nas noites da quarta-feira (03) e quinta (04), o jornalístico SBT Brasil esmiuçou o escândalo de corrupção envolvendo a atual secretária de cultura de Alagoas, Mellina Freitas. A pauta foi motivada por denúncias do Movimento Cultural Alagoano”.

A reportagem teve forte repercussão nas redes sociais, como era de se esperar. Mas não o suficiente para levar a secretária ou o governo a pensar em mudança no comando da Pasta.

A lógica do Palácio dos Palmares é que Mellina foi acusada, mas não julgada. Por conta desse detalhe ela estaria apta para ocupar o cargo. Se não houver mudança nesse conceito, a atual secretária deve ficar no cargo por tempo indefinido, até porque o seu processo não deve ser julgado nem tão cedo.