No comando do PSDB, Téo Vilela avisa que é candidato em 2018
   8 de junho de 2015   │     22:02  │  1

Nem ele mesmo esperava retornar tão cedo á política. O ex-governador Teotonio Vilela Filho deixou o comando do Estado, no final de 2014, avisando que iria tirar um ano de “férias”. A ausência da política não demorou nem metade disso.

Nesse domingo, 7, o Téo Vilela foi eleito para a presidência do PSDB em Alagoas, cargo que ele já ocupava de “fato” e estava entregue, de “direito”, ao seu sobrinho Predo Vilela.

A eleição, avisa, foi “cartorial”. Talvez por isso (ou será porque não é mais governador?) somente um pequeno grupo de tucanos tenha participado.

Mas o ex-governador trata de avisar que sua posse oficial ( e festiva), em data que será anunciada,  contará com a presença do presidente nacional do PSDB, Aécio Neves e diversos outros  tucanos “ilustres”. Na posse, Viela promete dar uma entrevista coletiva falando da participação do partido com vistas as eleições 2016 em Alagoas.

Mas desde já Téo Vilela avisa que é candidato ao Senado em 2018, “a pedido de FCH”. Embora diga que não, o ex-governador dá cada vez mais sinais de que está sentindo falta (e muita) de exercer um mandato.

Missão

No curto prazo, Vilela terá um  imbróglio para resolver. Somente ele pode evitar a que o o vereador Júlio Cezar, do PSDB de Palmeira dos  Índios perca o mandato.Explico: rompido com James Ribeiro e Val Gaia, JC vai disputar a prefeitura contra eles e para isso terá de mudar de partido até setembro. Ele já avisou que sai do ninho de um jeito ou de outro.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. carlos

    Para desgraça dos brasileiros ainda existe politicos nesse país, porque só vão ser candidatos para roubar o povo e fica recebendo salários. só deus para salvar esse país.

Comments are closed.