Nem ministro, nem prefeito: Lessa vai ficar na Câmara Federal
   24 de julho de 2015   │     12:13  │  0

O ex-governador Ronaldo Lessa tem dedicado o período do recesso parlamentar no Congresso Nacional, em Brasília, para organizar o seu partido, o PDT, no interior. Esta semana ele esteve em Arapiraca e conversou para definir  a participação da legenda nas eleições de 2016.

“Conversei com o Adoniram Guerra e com várias lideranças locais. O Adoniram quer ser candidato a prefeito, mas deve ir para a disputa pelo PR”, aponta Lessa.

Nas reuniões no interior, além de organizar os diretórios, Lessa ajuda a costurar a formação de chapas e alianças para o próximo ano. Mas sem pressa. “Vamos esperar acabar a votação da reforma política antes de decidir as questões eleitorais”, pondera.

Por onde passa, o deputado federal do PDT é questionado sobre o próprio futuro político. O nome dele tem sido lembrado nos últimos dias para coisas tão diferentes quanto o Ministério do Trabalho e a prefeitura de Maceió.

Nem uma coisa, nem outra.

Ronaldo Lessa está gostando mesmo da vida de deputado federal. Tanto que descarta qualquer possibilidade de  ser candidato a prefeito de Maceió no próximo ano. “Estou aprendendo a atuar na Câmara Federal e estou gostando cada vez mais. Não serei candidato a prefeito”, adianta.

O ex-governador também já foi secretário executivo do Ministério do Trabalho e também foi ministro interino em vários momentos. Por isso seu nome tem sido lembrado, com insistência, para ocupar o cargo. Mas ele descarta: “já avisei aos companheiros (seus colegas deputados federais) que tirem meu nome dessa lista. O momento é muito delicado, muito difícil para assumir o ministério. Prefiro continuar como deputado”, enfatiza.