Deputados antecipam volta a Brasília para ‘avaliar’ impeachment de Dilma
   14 de setembro de 2015   │     20:40  │  0

A semana promete ser de forte turbulência em Brasília. Existe a expectativa de que um dos muitos pedidos de impeachment da presidente Dilma Roussef possa ser iniciado a qualquer momento na Câmara Federal.

Por conta desse “detalhe” os deputados federais, especialmente os líderes de bancadas foram orientados para voltar a Brasília já nesta segunda-feira. Foi o que fez o deputado Maurício Quintella, líder da bancada do PR na Câmara.

Dependendo do que acontecer nas próximas horas, a oposição pode conseguir votos suficientes para fazer manobras em plenário que levem a abertura – a partir de recursos – de um processo de impeachment.

A questão do impeachment será discutida pelo presidente da Câmara, Eduardo Cuha, com líderes partidários.

Quintella acha mais provável que se algo do tipo acontecer será na próxima semana. “O clima está muito instável. O governo está tentando reagir. Vai depender muito do comportamento dos partidos da base aliada. Se pelo menos dois ou três partidos se somarem a oposição, o processo será aberto”, avalia.

Mesmo reconhecendo que existe pressão “nas ruas” pelo impeachment, Quintella não acredita que este seja o melhor caminho para o país no momento: “veja essa possibilidade com muita preocupação. Um processo como esse, independente do seu desfecho, será traumático para o país e pode trazer perdas não só para o governo, mas para toda a sociedade. É preciso que essa questão seja muito bem avaliada, para que a crise não seja agravada”, pondera.