Deputado do PT considera ‘suicídio’ cortes anunciados por Dilma
   15 de setembro de 2015   │     14:33  │  0

Líder do governo de Alagoas na Assembleia Legislativa, o deputado Ronaldo Medeiros, do PT, considera indigesto o ‘pacote’ anunciado pela presidente Dilma Roussef nesta segunda-feira.
“Ao cortar direitos dos trabalhadores e dos aposentados, o governo vai de encontro as conquistas históricas do Partido dos Trabalhadores e dos movimentos sociais”, resume.

Para Medeiros, o governo erra ao penalizar servidores públicos, trabalhadores e aposentados: “é um suicídio”, resume.

O deputado considera que o governo está seguindo a cartilha de Maquiavel as avessas: “ao invés de fazer todo o mal de uma vez está matando o povo a conta gotas”, reage.essa conta está sendo cobra

Entre as medidas já anunciadas pelo governo está a suspensão de concursos públicos, adiamento do reajuste do funcionalismo federal e dos benefícios dos aposentados.
Medeiros acredita que o governo não terá apoio nem mesmo dentro do próprio partido para aprovar as medidas ajunciadas até agora, incluindo a criação da CPMF. “São medidas impopulares”, pontua.