Marx vai disputar Senado em 2018, de ‘preferência’ com apoio de Renan
   17 de setembro de 2015   │     21:13  │  1

O primeiro voto de Marx Beltrão para o Senado, em 2018, será no senador Renan Calheiros, eventual candidato a reeleição. Essa é uma decisão tomada e que “independe de qualquer acerto”, avisa.

Como são duas vagas que estarão em disputa em 2018, o deputado federal vai trabalhar para “ganhar” o segundo voto e espera que no rol dos seus possíveis eleitores esteja o presidente do Senado.
“Voto no Renan de qualquer jeito e gostaria de contar com o apoio dele também. Independente do que vier acontecer, tenho compromisso com o senador Renan Calheiros e com o governador Renan Filho”, pondera.

Eleito deputado federal pelo PMDB em 2014, Marx já a visou que vai deixar o partido, por necessidade estratégica. Embora satisfeito com a legenda, ele acredita que a mudança – praticamente certa para o PSD – é importante para viabilizar um composição no futuro.

“Existe espaço político para uma nova candidatura ao Senado, mas certamente não existe como viabilizar um candidato ao governo e dois candidatos ao Senado numa chapa puro sangue do PMDB”, avalia Beltrão.

Seja como for, o deputado federal do PMDB segue em busca de seu lugar ao sol na política alagoana. Ao antecipar o jogo, ele corre o risco de ser “minado”, mas em contrapartida começa a ocupar espaço desde já. Com os caciques da política preocupados com a crise e outros problemas, Marx ganha chance de construir seu o caminho.

E Téo Vilela? E Biu de Lira? Bem, essa é uma outra história.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

Comments are closed.