Renan Filho diz que convoca ‘reserva técnica’ da PM ainda em 2015
   5 de outubro de 2015   │     20:13  │  5

Os secretários da Fazenda, George Santoro, e do Planejamento e Gestão, Christian Teixeira estão trabalhando em duas frentes para promover o ‘ajuste fino’ da máquina pública.

De um lado eles vão recomendar a redução de gastos, diminuição de secretarias e de cargos comissionados. Do outro, devem apontar para o governador quando o Estado poderá convocar a reserva técnica da PM e fazer outras contratações consideradas essenciais.

O Estado, como se sabe, está “encolhendo”, mês após com a aposentadoria de militares e professores. A carência aumenta a cada dia. No caso da Educação, o governo tem suprido a falta de pessoal efetivo com os monitores – solução que não pode ser adotada na Polícia Militar.

A prioridade do governo, agora, é encontrar “brecha” para nomear cerca de mil pessoas que integram a chama ‘reserva técnica’, na verdade um cadastro de reserva do concurso realizado em 2012. Por conta das dificuldades do Estado, incluindo o “estouro” do limite máximo da LRF para gastos com pessoal, os concursados não foram convocados até agora.

A boa notícia é que a nomeação desse pessoal sai ainda esse ano. Pelo menos é o que diz o próprio governador.

“Estamos nos preparativos finais. Já resolvemos a questão da LRF, agora estamos estimando impacto e se virá aprofundamento da crise”, explica.

A prioridade, avisa o governador, é resolver a questão – um compromisso de campanha – em 2015: “Vamos tentar fazer esse ano ainda. Mas, temos que garantir pagamento estritamente em dia, se não ficaria estranho contratar mais servidores e atrasar a folha. Por isso estamos estudando o cenário da crise”, explica.

Nesse cenário, é provável que a nomeação do pessoal da reserva técnica saia em novembro. Até o final de outubro o governador recebe todos os estudos do impacto financeiro e também as sugestões dos secretários para reduzir gastos e aumentar a receita.

O esforço leva em conta também os números positivos do governo na política de segurança pública. Alagoas registrou, esse ano, cinco recordes consecutivos de redução no número de homicídios. Em setembro, foram registrados 125 homicídios. A meta do governador é chegar a 2016 com menos de 100 homicídios por mês, ante uma média de 240 registrados nos primeiros meses do governo.

COMENTÁRIOS
5

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Leonardo Melo

    Poderiam tambem dar alguma atenção ao corpo de bombeiro, ultimo concurso vai completar 10 anos.
    A tropa estar envelhecendo!!!

  2. Professor

    O CADASTRO DE RESERVA DA EDUCAÇÃO É UM COMPROMISSO NÃO SÓ COM OS “APROVADOS” COMO TAMBÉM COM A POPULAÇÃO ALAGOANA QUE EXIGEM UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE……OS ÍNDICES NEGATIVOS VEM HÁ VÁRIOS ANOS COMPROMETENDO O FUTURO DOS ALUNOS DO NOSSO ESTADO.

    1. Victor

      Com certeza é importante convocar os cadastro de reserva de todos os concursos, mas acho que pra isso tem que ter organização e planejamento. Convenhamos, o concurso da PM foi realizado primeiro que todos os outros, em 2012, por tanto deve ser dado atenção primeiro a este, a carência é absurda em todas as áreas, então a forma mais justa de contornar isso, já que não pode chamar os cadastros de reserva de todos os concursos de uma só vez, é chamar pelo menos pelo tempo de espera, pela ordem dos concursos. PM 2012, PC 2012, Educação 2013. Então, paciência é o que nos resta!

  3. Igo

    Muito boa a matéria! Realmente já passou da hora de convocar a reserva técnica da PM do concurso de 2012. Parabéns Edivaldo por trazer notícias íntegras e com o conteúdo muito bem trabalhado para o público. Que o governador faça o anúncio dessa convocação o mais breve possível!

Comments are closed.