Galba Novais pode perder mandato de deputado por ‘infidelidade’
   1 de dezembro de 2015   │     0:15  │  2

Pego de ‘surpresa’ na troca de comando do PRB em Alagoas, no final de setembro deste ano, o deputado estadual Gaba Novais Jr, que era presidente do diretório estadual do partido, resolveu pedir a desfiliação alegando justa causa.

O partido, que passou a ser presidido pelo prefeito Marcelo Beltrão e está agora no grupo político do deputado federal Marx Beltrão (PMDB-AL), não requereu a perda de mandato por infidelidade partidária – o que  poderia ser feito nos primeiros 30 dias após a desfiliação.

Ainda assim, Galba pode perder o mandato. O vereador de Maceió pastor Marcelo Gouveia, primeiro  suplente de deputado estadual pelo PRB entrou com uma “Ação de perda de cargo eletivo por desfiliação partidária  alegando ausência de justa causa” no  dia 27 de novembro.

O relator da ação, já designado, é o Desembargador Eleitoral André Carvalho Monteiro, do TRE-AL. Seu parecer,  a favor ou contra a ação de cassação por infidelidade partidária, será julgado no pleno e Galba Novais corre o risco de perda de mandato.

Marx Beltrão é contra a cassação de Novais

O deputado federal é contra a cassação não só de Galba, mas de qualquer outro político que troque de partido. “Eu defendo que qualquer político tenha o livre arbítrio para trocar de partido se achar necessário. No caso específico do Galba, quero dizer que ele é meu amigo e meu aliado e tenho certeza que essa ação não foi respaldada pela direção do PRB em Alagoas. O Marcelo (Beltrão)jamais faria isso”, resume.

Marx Beltrão, reconhece, no entanto que, de acordo com a legislação, o suplente ou o Ministério Público Eleitoral, também podem entrar com a ação de perda de mandato. “Se o Marcelo (Gouveia) fez isso foi por sua própria iniciativa e não tem nada a ver com a orientação do partido no Estado”, enfatiza.

processo galba tre

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Maví

    Como assim do nada pra lugar algum?

    Pelo fato dele ter pedido a presidência, não gostou disso e simplesmente saiu do partido.
    Vale lembrar que o cargo que ele ocupa não é dele, e sim do partido, se ele não está no partido, porque ainda ocupa o cargo?

  2. Allan pierre

    Galba está amparado pelos fatos, ele foi o primeiro vereador a se filiar ao prb, foi o primeiro vereador da capital, candidato a prefeito pelo 10 e o primeiro deputado eleito da história do prb em Alagoas, aí sem comunicado oficial ou qualquer justificativa lhe tiram o partido e ainda denigrem sua imagem. Essa ação vai do nada pra lugar algum. Avante os homens de bem

Comments are closed.