Arthur e Biu de Lira, Marx Beltrão e Maurício Quintella ‘dominam’ cargos federais em AL
   19 de agosto de 2016   │     16:18  │  3

Sem um acordo de bancada, os cargos federais já começaram a ser redistribuídos em Alagoas a partir de julho. A regra é cada um por si. Os deputados constroem seus espaços a partir da força das bancadas de seus partido e das articulações em Brasília.

Em vários órgãos já foram realizadas mudanças, com novas indicações.

Anote aí: A Funasa entrou para a cota de Benedito de Lira, enquanto a Codevasf ficou na cota de Arthur Lira. Biu também mantém, por enquanto, a CBTU.

Já Marx Beltrão fez indicações para o Porto de Maceió, INSS e Correios.

Incra e MDS ficaram com o Solidariedade, com indicações de alagoanos feitas a partir da executiva nacional do partido.

Na maioria dos outros cargos permanecem as indicações anteriores. É o caso de Maurício Quintella que manteve DNIT e DNOCS e Ronaldo Lessa que manteve a Superintendência Regional do Trabalho. Quintella deve indicar outros cargos ligados à sua pasta.

Na cota do PMDB de Renan Filho e Renan Calheiros estão Conab, Ministério da Agricultura e BNB, entre outros cargos.

Outros deputados, pelo que se sabe, ainda não fizeram ou não emplacaram indicações. É o caso de JHC e Pedro Vilela. Carimbão negocia algumas indicações e Paulão ainda tem chances de manter parte de cargos que tinha no governo federal, via PMDB. É o caso da Eletrobras.

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Barbosa

    Esse é o grande problema da corrupção, muitos desses órgãos serve apenas de cabine de emprego, aí é onde os senhores deputados empregam seus cabos eleitorais, é uma vergonha, políticos indiciados por mal feitos continuarem a mandar em órgãos publico. Guando um empregado e pego roubando, a primeira coisa que a empresa faz é prestar queixa na policia, e demiti-lo por justa causa, todos esses senhores que são citados respondem a processos por mal feitos.
    Mas a culpa é do eleitor que continua se vendendo e elegendo corruptos.

    Reply
  2. dakson Pereira

    O Departamento Nacional de OBRAS CONTRA AS SECAS – DNOCS, é uma desses orgãos que não faz nada contra as secas. Não consegue sequer administrar os carros pipa.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *