Com queixas de municípios e hospitais filantrópicos, Saúde vira “calo” no governo RF
   22 de agosto de 2016   │     16:41  │  5

Em plena campanha eleitoral, o governador enfrenta um problema inesperado: cobranças e denúncias feitas por secretários municipais de saúde. As queixas vão de atraso no repasse de recursos à falta de medicamentos.

Desde que assumiu a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), Rozangela Wizormiska, em janeiro de 2015, tem sido alvo de reclamações dos fornecedores de produtos e serviços, especialmente no atraso de pagamentos.

A secretária também é criticada pelos gestores dos hospitais filantrópicos do Estado: “hoje os atrasos passam dos dois meses. Se continuar assim, a Sesau vai quebrar todos os hospitais filantrópicos do Estado”, reclama o diretor de uma importante instituição de Maceió.

A reportagem do Gazetaweb acompanhou reunião do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde  (http://gazetaweb.globo.com/portal/noticia.php?c=16789), nesta segunda-feira,22. Segundo o Cosems, atualmente, o Estado não tem dado a contrapartida necessária para a manutenção dos serviços à população, faltam mais de 150 medicamentos na farmácia que abastece as cidades e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) está sucateado.

O presidente do conselho, Ubiratan Pedrosa, denunciou falta de repasses da Sesau para vários programas – entre eles, ProHosp, Promater, PróVida e Invig –  e a possibilidade de extinção do PróSaúde, além da descontinuidade no fornecimento de fraldas geriátricas e tratamento fora de domicílio.

As queixas e reclamações, que antes se restringiam à secretária de Saúde, agora respingam diretamente no governador.

Os diretores de hospitais e os secretários municipais de saúde querem uma audiência com Renan Filho para discutir os problemas do setor, num claro sinal de que Rozangela Wizormiska perdeu a capacidade de interlocução na área.

A saúde, vira, assim, um “calo” para o governador. Queira ou não, com ou sem Wizormiska, ele terá que administrar todo esse imbróglio.

COMENTÁRIOS
5

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Por uma Alagoas melhor

    A solução é Pedro madeiro atualmente na secretaria de saúde de Penedo, que há um bom tempo vem se destacando nos município por ele prestado serviços.

    Reply
  2. JOSÉ

    DESDE A GESTÃO DESSA SENHORA NA UCISAL QUE A IMCOMPETENCIA PREDOMINA.

    ISSO NO QUE DÁ O CONLUIO POLITICO VERGONHOSO, GESTORES COM CARGO SEM TER CAPACIDADE.

    INDICADA POR QUEM !.

    Reply
  3. Marcio Tenorio Filho

    A incompetencia na saúde tem nome Rosangela sei lá o que ! parabens governador o senhor escolheu muito bem sua secretária, pode ter certeza que o senhor e ela vão entrar para História De Alagoas. A pior saúde de todos os tempos … Se sua familia não precisa de insulina, seringa, fitas de glicemia a minha e muitas outras precisam.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *