RF fará reunião de ‘despedida’ com petistas e PT vai para oposição ao governo em AL
   10 de setembro de 2016   │     17:18  │  5

Não tem mais volta. O Partido dos Trabalhadores está com os dois pés fora do governo de Renan Filho. O que falta, agora, é apenas a “oficialização” do rompimento.

Renan Filho vai realizar no começo da próxima semana – a depender da agenda dele e do deputado federal Paulão – com a executiva estadual do PT em Alagoas.

Será um encontro, avisa um interlocutor, de despedida. Pelo que se sabe, o governador vai agradecer a participação do PT na sua campanha e no governo.

O governador, adianta o interlocutor, já tem pronto o seu discurso e dirá que “compreende” a decisão do Partido dos Trabalhadores, um caminho que leva o PT ao reencontro com suas origens.

O partido, como se sabe, decidiu romper com o governo depois do impeachment da presidente Dilma Rousseff, numa clara reação ao voto do senador Renan Calheiros.

É pouco provável um reencontro do PMDB de Alagoas, de Renan Filho e Renan Calheiros, com os petistas nas eleições de 2018. O que o governador espera, agora, é que o PT vá para a oposição.

“Estaremos em campos opostos”, confirma um influente servidor do Palácio dos Palmares.

 

COMENTÁRIOS
5

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. JOSÉ

    NO BRASIL VIVEMOS UMA DEFORMIDADE MORAL SEM PRECEDENTES.

    o presidente do CONGRESSO NACIONAL RENAN CALHEIROS NO PLENÁRIO AFIRMA ” O SENADO FEDERAL INTERVIU NO STF PARA NÃO INDICIAR A SENADORA GLEISE ROFFMAN DE SC”.

    O PRESIDENTE TEMER DEMITE O ADVOGADO GERALDA UNIÃO QUE AFIRMA QUE O GOVERNO QUER ABAFAR OS POLITICOS NA LAVA JATO.

    Reply
  2. JOSÉ

    QUANDO EXISTIR VERGONHA NA FORMA DE FAZER POLITICA E O LOTEAMENTO DE CARGO DEIXAR DE EXISTIR A GESTÃO PÚBLICA DEVE MELHORAR. HOJE SE NOMEIA FIGURAS INCOMPETENTES, MUITAS VEZES ATÉ LADRÕES PARA EXERCEREM CARGOS DE CONFIANÇA, E SÒMENTE DEPOIS SE DESCOBRE A SAFADEZA.

    ESSE VEREADOR SILVANO BARBOSA, DIZ A IMPRENSA QUE ERA ALIADO DO PREFEITO RUI PALMEIRA, SE DESENTENDERAM POLITICAMENTE, TINHA CARGOS DIVERSOS, ATÉ DE GERENTE DE CEMITÉRIO E COM O ROMPIMENTO, FORAM TODOS DEMITIDOS.

    LÁ EM BRASILIA NÃO É DIFERENTE, TODOS LEMBRAM DO EPISÓDIO DE DEMISSÃO DO SENADOR ROMERO JUCÁ DO CARGO DE MINISTRO DO PLANEJAMENTO DO GOVERNO TEMER, ESSA FIGURA SE APRESENTAVA PARA A IMPRENSA COMO O CIDADÃO MAIS IMPORTANTE, SÓ ELE FALAVA, SÓ ELE DAVA ENTREVISTA, DE REPENTE A IMPRENSA REVELA SUA SAFADEZA NA LAVA JATO E FOI DEMITIDO.

    ISTO É FATO, O MINISTÉRIO PÚBLICO SòMENTE ACUSA E PROCESSA QUANDO EXISTE PROVAS COMPROBATÓRIAS, NAO ADIANTA QUERER NEGAR.

    A REDE GLOBO E A MAIORIA DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO ESTÃO COBRANDO DO STF O JULGAMENTO DOS PROCESSOS DE POLITICOS,

    A POPULAÇÃO QUER, EXIGE QUE POLITICOS ENVOLVIDOS NA LAVA JATO, E SÃO MUITOS SEJAM PRESOS A EXEMPLO DE EMPRESÁRIOS, LOBISTAS E EX-DIRETORES DA PETROBRÁS.

    UM DOS MAIS RICOS EMPRESÁRIOS DO PAÍS, MARCELO ODEBRECHT ESTÁ PRESO HÁ MAIS DE UM ANO, E OS OUTROS ENVOLVIDOS PRECISAM TAMBÉM IREM PARA A CADEIA.

    AQUI EM ALAGOAS, UM EX-PREFEITO QUE O MINISTÉRIO PÚBLICO ACUSA EM TER DESVIADO MAIS DE R$ 200 milhões num processo denominado de MÁFIA DO LIXO, ESTÁ SOLTO.

    Reply
  3. amorim

    O governo de Alagoas é quem sai ganhando com este rompimento.O PT, outrora combativo, nunca quis aliados, e sim, submissos. Não é por acaso a frase do dono do PT, o ex-presidente Luiz Inácio, o ” Congresso tem 300 picaretas ” . Esqueceu de incluir os petralhas.

    Reply
  4. JOSÉ

    O ROMBO DE MAIS DE R$ 120 MILHÕES NA PREFEITURA DE MARECHAL DEODORO QUE TEM A FRENTE O HOMEM DA TV DE NOME CRISTIANO MATHEUS ESTÁ REPERCUTINDO NO PAÍS INTEIRO.

    E QUEM ESTÁ AFIRMANDO E DENUNCIADO É O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL DE ALAGOAS QUE MERECE TODO O RESPEITO E CREDIBILIDADE.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *