Em Maceió, apenas 6% das doações aos candidatos a prefeito são de pessoas físicas
   18 de setembro de 2016   │     21:05  │  0

A mudança na legislação eleitoral, que proibiu a doação de recursos para os candidatos por empresas ainda não pegou em Maceió. Até este domingo, 18,do total de R$ 1,19 milhão de receitas registradas pelos candidatos apenas R$ 70.652,42 ou 5,91% foram feitas por pessoas físicas.

Em alguns casos as doações são feitas com a cessão de bens ou com o valor estimado do trabalhado prestado ao candidato.

Sem a doação de empresas, a campanha eleitoral vai ficar bem mais barata este ano em Maceió. Pelo menos a campanha oficial. Pelo que se vê nas ruas, tem gente gastando mais do que declara. Mas, essa é outra história.

Rui e Cícero Almeida receberam as maiores doações

As maiores doações na capital foram recebidas pelos candidatos Rui Palmeira (R$ 554 mil, dos quais R$ 550 mil de fundo partidário), Cícero Almeida (R$ 452 mil, sendo R$ 400 mil do PMDB estadual), Paulo Memória (R$ 100 mil, do fundo partidário) e Paulão (R$ 82 mil, sendo R$ 74 mil do fundo partidário).

Já o candidato Fernando do Village registrou doações de R$ 4,7 mil, enquanto os candidatos JHC e Gustavo pessoa não registraram doações até este domingo.

Veja a tabela preparada pelo blog

receitas candidatos 2016

O eleitor pode acompanhar as doações aos candidatos no site do TSE:  http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-2016/divulgacao-de-candidaturas-e-contas-eleitorais

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *