No interior, pesquisas viram “armas” para confundir eleitor na reta final da eleição
   22 de setembro de 2016   │     18:04  │  3

Do ponto de vista técnico, se bem feita e isenta a pesquisa eleitoral mostra uma tendência, um “retrato” da opinião de um grupo de pessoas sobre determinado tema, em determinado local.

Nas eleições é comum apurar a intenção de votos e a opinião do eleitor. O resultado normalmente serve para orientar candidatos nas suas estratégias eleitorais e na comunicação da campanha.  O maior problema é saúde? O que dizer da segurança, educação, obras?

Mas as pesquisas também passaram a ter outros usos. Normalmente seus resultados, quando divulgados, serve para demonstrar força. O candidato que está na frente tenta criar um clima de derrota nos adversários, desmobilizando a “concorrência”

Como “arma” eleitoral, a pesquisa normalmente é mais eficiente na reta final da eleição. E não é por mera coincidência que os institutos, alguns reconhecidamente a serviços dos candidatos, registraram um número bem maior de pesquisas no TRE de Alagoas nos últimos dias.

Mais da metade das 33 pesquisas registradas em Alagoas até esta quinta-feira, 22, foram registradas nas últimas duas semanas, sendo que 10 registros foram feitos nos últimos quatro dias.

O “detalhe” é que em várias cidades  –  caso de Maragogi, Delmiro Gouveia, Palmeira dos Índios, Arapiraca e Pão de açúcar  – foram registradas nos últimos dias pelo menos duas pesquisas diferentes. E, pode conferir, os resultados também foram ou serão bem diferentes.

Pior, pelo que se sabe alguns os institutos “contratados” por terceiros, incluindo alguns veículos de comunicação, estão a serviço de candidatos.

Os resultados, embora careçam de credibilidade, são usados na “guerra” da comunicação e servem como demonstração de força nas redes sociais.  A pesquisa é uma “arma” para confundir o eleitor, mas nem sempre – é bom lembrar – conseguir atingir seu alvo.

Veja a lista atualizada do TRE

pesquisas tre

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Pedro

    CANDIDATOS A PREFEITO QUE PASSARAM 8 ANOS MAMANDO NAS TETAS DE PREFEITURA E NADA FIZERAM PODEM SE CONSIDERAR DERROTADOS.. O POVO NÃO ACEITA MAIS O CORONELISMO.

    Reply
  2. JOSÉ

    ESTRANHO, MUITO ESTRANHO O GOVERNADOR RENAN FILHO NA TELEVISÃO DESEJANDO ELEGER UMA PREFEITURA, QUANDO SE SABE QUE NAS ELEIÇÕES, SE ELEGE CANDIDATO…

    TAMBÉM ESTRANHO, A PARTICIPAÇÃO DO GOVERNADOR PEDINDO VOTOS E FAZENDO CAMPANHA PARA UM CANDIDATO PROCESSADO NA JUSTIÇA POR CORRUPÇÃO NO CASO DA CHAMADA MÁFIA DO LIXO., SEGUNDO O MINISTÉRIO PÚBLICO.

    O GOVERNADOR DEVERIA ESTAR CUIDANDO MELHOR DO SETOR DE SAÚDE QUE VIVE OS PIORES MOMENTOS DE GESTÃO COM FALTAS DE REMÉDIOS E ATENDIMENTO SENDO RECLAMADOS PERMANENTE DA POPULAÇÃO.

    Reply
  3. Alagoas

    Em São Paulo João Doria Jr já está em primeiro segundo o Datafolha e todos aceitam, já em Alagoas os defuntos não aceitam o resultado das pesquisas. Político que não faz nada será derrotado, não adianta chorar….

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *