Nem Rui, nem Cícero: PT não vai apoiar ninguém; JHC segue fazendo mistério
   9 de outubro de 2016   │     21:13  │  0

O PT foi o primeiro partido a se posicionar oficialmente sobre o segundo turno. O partido, depois de reunião neste sábado,  distribuiu nota informando que não vai apoiar ninguém.

A decisão já era esperada. Depois que anunciou o rompimento com o governo de Renan Filho, recentemente, o Partido dos Trabalhadores deu sinais de que está tentando retornar as suas origens, adotando uma linha mais ideológica.

Enquanto isso, JHC faz mistério em torno de sua decisão. O que se espera é que o deputado federal do PSB adote linha semelhante a do PT. Até porque se te tivesse que apoiar Rui Palmeira (PSDB) ou Cícero Almeida (PMDB), já o teria feito.

Enquanto JHC segue em “profundo silêncio”, o diretório estadual do PSB, sob o comando de Kátia Born, avisa que vai tomar uma decisão no próximo dia 13. O “natural”, pelas relações históricas, seria uma aliança com Rui Palmeira. Seria. Mas sabe-se que o apoio do PSB interessa tanto ao atual prefeito da capital, quanto ao. Rui Palmeira Renan Filho (Cícero Almeida) podem oferecer espaço na prefeitura e no governo. Resta saber se JHC, que tem resistido a fazer indicações até no governo federal, vai “cair na tentação”.

Veja  trecho da nota do PT, divulgado pelo Gazetaweb:

A Executiva do DM Maceió RESOLVE:

I – Não apoiar nenhum dos candidatos à Prefeitura de Maceió no segundo turno das Eleições Municipais de 2016.

II – Intensificar a participação da militância petista em todos os movimentos reivindicatórios dos setores democráticos e populares para denunciar as nefastas medidas do governo ILEGÍTIMO e GOLPISTA de Temer e seus aliados, e a sua tentativa de revogar TODOS OS DIREITOS conquistados pela classe trabalhadora;

III – Conclamar a população maceioense à RESISTÊNCIA, com muita mobilização para defender a Democracia, os Direitos sociais, trabalhistas, previdenciários e as liberdades e garantias individuais, hoje ameaçados pelas forças políticas golpistas.

IV – O PT exerce e exercerá forte OPOSIÇÃO às forças políticas golpistas, anti-nacionais, anti-populares, e a todas e todos que atacarem a classe trabalhadora, seus direitos e suas conquistas.

Maceió, 08 de outubro de 2016.