Gustavo Pessoa: “PSOL não vai apoiar nenhum candidato no segundo turno em Maceió”
   11 de outubro de 2016   │     16:18  │  0

Com 12.924 votos ou 3,07% dos votos válidos, Gustavo Pessoa, do PSOL, foi o quarto mais votado no primeiro turno das eleições para prefeito de Maceió. Seguindo uma “tendência”, ele avisa que não vai apoiar nem Rui Palmeira (PSDB), nem Cícero Almeida (PMDB).

“Não apoiaremos nenhuma das duas candidaturas. Entendemos que elas não seriam capazes de representar o projeto que defendemos pra Maceió”, resume Pessoa.

Na avaliação de Gustavo, “pelas suas ligações econômicas tratam-se de duas candidaturas que não expressariam a agenda que defendemos. Nossa agenda teria como eixo fundamental o combate à especulação imobiliária e a democratização da gestão através do estímulo a mecanismos de participação popular”.

E não é só. Gustavo destaca as diferenças ideológicas do PSOL com o PSDB e o PMDB: “temos com os partidos que disputam o segundo turno em Maceió profundas diferenças programáticas e não poderíamos marchar ao lado de partidos que se recusam a debater o modelo de financiamento do estado ao tempo que celebram o congelamento de investimentos em saúde e educação”, pondera.

Cícero e Rui terão que explicar,aponta Pessoa, como pretendem administrar os serviços de saúde e educação já precários, “apoiando o corte draconiano (de despesas) que nos espera”, diz acrescentando que “minha candidatura expressou os anseios por uma cidade mais humana na qual as pessoas possam ser entendidas como o fim principal de uma gestão. Os meus adversários parecem governar pro concreto”.

Gustavo avisa que “não é minha intenção personalizar esse debate mas figuras de Cícero Almeida e Rui Palmeira. Contudo estamos separados por visões antagônicas a respeito do que seria uma gestão democrática. Por tudo isso entendemos que não devemos apoiar nenhuma das candidaturas e acho que é a posição mais coerente que podíamos ter nesse momento”.

“Virou moda”

Contrariando as expectativas, até agora três dos cinco candidatos a prefeito que disputaram o primeiro turno em Maceió anunciaram a “neutralidade” no segundo turno. Além de Gustavo Pessoa, Paulão e JHC decidiram negar apoio a Rui e a Cícero.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *