Juíza suspende vaquejada no município de Palmeira dos Índios
   11 de novembro de 2016   │     15:17  │  0

A juíza Clarissa Oliveira Mascarenhas, de Palmeira dos Índios, decidiu suspender a prática da vaquejada que ocorreria no município durante a 25ª Vaquejada Ulisses Miranda 2016.

A decisão está valendo, ainda, para datas futuras. A multa diária para o não cumprimento é de R$ 100 mil. Na liminar, a juíza usou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, por maioria dos votos, entendeu como cruel e maldosa a prática da vaquejada para sustentar a suspensão. Ela explica ainda que não fica impedido atrações musicais, desde que seja respeitado os requisitos legais.

A Associação dos Vaqueiros do Brasil (AVAQ) afirmou que vai recorrer da decisão da juíza“Vamos mostrar que a vaquejada não se trata de maus tratos de animais. Temos um regulamento voltado para o bem estar de todos que participam“, afirma Cícero Andrade, presidente da AVAQ. 

Da redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *