Mais um tempo por aqui!
   14 de novembro de 2016   │     13:07  │  6

“Você pulou uma fogueira”. Com um leve sorriso de satisfação, o cirurgião Marcos Madeiro, me devolveu à vida “normal”. Minha alta, após uma semana internado no Hospital do Açúcar, foi nesse domingo, pela manhã. Meu dia de sorte, o 13? Não, não foi!

Após conversar com o médico, um dos mais respeitados deste estado, decidi marcar a data em que fui operado, o 10 de novembro, como o dia da minha segunda chance, do “pulo na fogueira”.

Somente após a cirurgia, que deveria ser para uma “simples” retirada de vesícula, tive noção da gravidade do meu caso: “se demorasse mais um dia, talvez você não resistisse”, me confessou Madeiro depois de dar alguns detalhes do procedimento – programado para uma hora, mas que terminou demorando mais de quatro horas.

Resumo da ópera, minha vesícula estava prestes a “estourar”. Não estourou e aqui estou contando história. Por quanto tempo? O máximo possível – o que Deus e a ciência permitirem.

Retomo, ainda no ritmo de um paciente em recuperação, minha vida profissional. Não poderia, no entanto, deixar de registrar aqui o agradecimento a toda a equipe do Hospital do Açúcar pelo profissionalismo e atenção com que fui tratado.

Em especial, agradeço a Edgar Antunes, presidente da Fundação HIAAA, que controla a instituição.

Depois de passar um dia na urgência médica de outro hospital, para tratamento de dor, fui “liberado” e esperava a marcação de uma cirurgia eletiva no plano de saúde. Meu quadro, no entanto, voltou as se agravar. Ao saber da situação, “dr Edgar” foi ao meu encontro, na segunda-feira, 7. Ao ver meu estado de “moribundo”, ele iniciou o movimento que me ajudou a “pular a fogueira”.

O percurso entre o bairro de Jaraguá e o Hospital foi rápido, apesar do horário de pico no trânsito. Pela primeira vez entrei numa ambulância como paciente.

De lá, para cá, passou-se uma semana em que estive entre a vida e a morte. Com a ajuda de Edgar, Madeiro, de toda a equipe do Hospital e vários outros “anjos da guarda” que me ajudaram e rezaram por mim, estou de volta.

A todos obrigado. Vocês me deram mais um tempo por aqui.

(PS.: obrigado aos meus amigos Tati e Dorgi que mantiveram o blog atualizado estes dias!)

 

COMENTÁRIOS
6

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Hospital do Açúcar

    Amizade e compromisso em todas as horas

    Em nome de toda equipe de profissionais que fazem o Hospital do Açúcar, os quais sempre desempenham, com qualidade e compromisso, nossa missão em levar saúde a todos os alagoanos, agradecemos imensamente as palavras de reconhecimento amigo amigo pessoal e grande profissional da comunicação, Edvaldo Júnior, fazendo votos de uma excelente recuperação e saúde sempre. Um forte abraço do amigo e presidente desta Unidade hospitalar, Edgar Antunes Neto

  2. Lígia Bandeira

    Nada na vida é por acaso, não por acaso seu corpo deu sinais que precisava de atenção, não por acaso no primeiro hospital deixou de receber o atendimento necessário. Que Deus em sua infinita bondade lhe cubra de Bençãos e conceda saúde para muitos anos de vida e assim possamos desfrutar de sua companhia, do seu humor inteligente e do excelente trabalho informativo que presta a todos os Alagoanos.

  3. Colaborador

    Edvaldo O sr jesus esta contigo os medicos dos medicos ja te curou muita saude para ti e prosperidade ,estamos aqui em MG cidade capinopolis ,aguardando a tão noticia esperada a concretização venda ou arrendamento da usina vale do paranaiba dia 16 proximo .

    1. Everton Omena

      Os filhos do sr. João Lyra entraram com um recurso. Solicitando ao magistrado para que fosse postergado a data de abertura das propostas para o dia 15 de dezembro. Em mais uma jogada arquitetada. Pois o mesmo magistrada adiantou a data para 16 de novembro, e recurso familiar citou a necessidade que o mesmo magistrado tem que ter um maior tempo hábil para leitura do processo. Com isso vejo que essa decisão ficará para ano que vem, pois tenho certeza que em dezembro a desculpa será o recesso de final de ano. A sincronização do juiz, MP, Justiça e advogados são dignos de um relógio cuco. Uma grande derrota para os desesperados ex trabalhadores do Grupo.

Comments are closed.