Porto de Maceió consegue economizar R$ 1,2 milhão com “ajustes” de mão de obra
   20 de novembro de 2016   │     22:25  │  0

Depois de conseguir cortar em até 40% os custos de contratos de serviços – incluindo manutenção de guindastes – após renegociação com fornecedores, a administração do Porto de Maceió espera economizar até R$ 1,2 milhão ano na contratação de pessoal que atua no carregamento e descarregamento de navios.

A economia na contratação de pessoal, segundo o administrador do Porto, veio após ajustes com a nova diretoria do OGMO (Órgão Gestor de Mão de Obra). “É importante destacar que essa redução se dará nos procedimentos burocráticos. O Porto continuará utilizando o mesmo pessoal (cerca de mil trabalhadores), com a mesma carga de serviço, reduzindo apenas gastos indiretos”, explica Tadeu Lira, administrador do Porto.

Os recursos economizados com o OGMO vão permitir, segundo a administração, atualizar pagamentos de fornecedores e também investimentos em manutenção: “na crise, estamos trabalhando para reduzir gastos, sem afetar a capacidade de serviços ofertados”, pondera Tadeu.