Renan Filho ainda não tem data, nem tamanho para reforma administrativa
   30 de novembro de 2016   │     11:27  │  1

Tudo vai depender de conversas, conversas e mais conversas. Com a agenda apertada, o governador se divida entre Maceió e Brasília em compromissos administrativos e tem encontrado pouco tempo para os desdobramentos da política.

Nesse ritmo, a reforma administrativa, anunciada para depois das eleições municipais, deve demorar um pouco mais.

Por enquanto, Renan Filho não tem data, nem tamanho para a reforma administrativa do seu governo.

Tudo vai depender, revela o próprio governador, de “conversas”, que serão iniciadas pela bancada federal.

O que se sabe é que quem está no governo – caso de Givaldo Carimbão, Marx Beltrão e Nivaldo Albuquerque continua com o que tem, podendo ou não haver trocas de nomes.

As mudanças podem vir da ampliação da base política na bancada federal. Poder ser em dezembro, em janeiro ou não. Já disse e não custa repetir: Ronaldo Lessa, Maurício Quintella e JHC só não indicam secretários para o governo se não quiserem.

No passo seguinte, o governador vai trabalhar para acomodar alguns aliados que estão deixando prefeituras no final deste ano e para ampliar, ainda que timidamente, o espaço de alguns deputados estaduais que sairão fortalecidos das urnas.

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. alan

    Quando vir começar vai ser tarde demais. Rui e sua turma está se equipando. A secretaria de esportes é o maior calo no pé do governador.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *