Delação da Odebrecht pode implicar ao menos 19 políticos de Alagoas
   2 de dezembro de 2016   │     20:40  │  2

A delação mais temida de todas as delações virou realidade. A Odebrecht assinou, na quinta-feira, 1º, acordo de leniência com procuradores que integram a força-tarefa da Operação Lava Jato, que prevê alem de multa de R$ 6,8 bilhões pedido de desculpas.

Nesta sexta-feira, 77 executivos da Odebrecht concluíram a assinatura dos acordos de delação premiada. O processo inclui ainda Emílio e Marcelo Odebrecht. A fase de depoimentos deve começar na próxima semana.

Com o fechamento do acordo de delação, cresce a expectativa pela divulgação dos nomes que podem ser levados para o centro da Operação Lava Jato.  O que se espera é uma “explosão” de grande impacto, com danos irreparáveis para a carreira de políticos de todo o país e, claro, um imbróglio jurídico com desfecho inimaginável.

A expectativa é que mais de 300 políticos sejam implicados em todo o Brasil. Na lista, devem aparecer alguns nomes de Alagoas. Isso é o que pode se deduzir a partir da operação realizada pela Polícia Federal, que apreendeu planilhas na casa de um ex-diretor da Odebrecht, em fevereiro deste ano.

A planilha listava valores atribuídos a pelo menos 316 políticos de 25 partidos. Destes, 19 nomes eram de Alagoas.  Com a delação, a lista pode ser confirmada, diminuir ou crescer.

Entre os citados estão o atual prefeito de Maceió, Rui Palmeira, dois ex-governadores (Teotonio Vilela Filho e Ronaldo Lessa), o senador Renan Calheiros, deputados e ex-deputados, prefeitos e vereadores.   Na lista ainda aparece o ex-ministro Aldo Rebelo, que embora seja alagoano, atua politicamente em São Paulo.

O aprofundamento das investigações, com o acordo de delação da Odebrecht, deve levar ao esclarecimento de cada caso, podendo “reparar” injustiças ou arruinar carreiras políticas.

De acordo informações preliminares, os repasses foram feitos nas campanhas municipais de 2012 e para a eleição de 2014. Não se pode afirmar, com certeza, de que se tratam os números das planilhas – podem ser doação legal, caixa dois, ou propina.

Acesse aqui a lista completa da planilha da Odebrecht, segundo o Congresso Em Foco:

http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/lista-da-odebrecht-os-politicos-e-seus-respectivos-partidos/

Veja na tabela os nomes de Alagoas:

delação odebrecht1

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. JOSÉ

    QUEM NESTE PAÍS TEM QUALIFICAÇÃO MORAL PARA SER CONTRA AS MEDIDAS CONTRA A CORRUPÇAO, RESPONDO NINGUÉM…

    OS POLITICOS, UMA MAIORIA DE CANALHAS DESMORALIZADOS DEVERIAM TER VERGONHA NA CARA.

    Reply
  2. JOSÉ

    O GOVERNADOR RENAN FILHO JÁ ESTÁ COMEÇANDO A DESABAR, HOSPITAIS FECHANDO ATENDIMENTO, FALTA DE INSUMOS HOSPITALARES ,REMÉDIOS, POLICIAIS CIVIS EM ESTADO DE GREVE.

    E PARA CORTAR DESPESAS, QUAIS AS MEDIDAS EFETIVAS, TEM QUE REDUZIR O NÚMERO DE SECRETARIAS, CORTE EM VIAGENS, EVENTOS, ETC.

    E POR QUE NÃO FEZ ATÉ AGORA…

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *