Usina Santo Antonio já quitou quase 70% de débitos de fornecedores
   9 de dezembro de 2016   │     16:06  │  0

Diretores da Asplana estão visitando as usinas do Estado para levantar a situação dos débitos das indústrias com os fornecedores de cana relativos a safras passadas.

Uma das usinas visitadas esta semana foi a Santo Antonio,  de São Luiz do Quitunde, no litoral norte de Alagoas. Na indústria, os diretores foram recebidos pelo superintendente da empresa, Marcos Maranhão.

“Assim como nas outras usinas visitadas, a Santo Antônio apresentou planilha atualizada da situação dos débitos com fornecedores de cana até a safra passada. Foi uma reunião esclarecedora. A indústria vem pagando aos plantadores de cana e a Asplana vai acompanhar todo esse processo”, aponta Edgar Filho, presidente da Asplana.

Segundo informações da própria empresa, 853 fornecedores de cana moeram na Santo Antonio na safra 15/16. Destes apenas 223, tinham saldo a receber no início da moagem da safra atual na unidade industrial, totalizando débitos de R$ 8,4 milhões.

Atualmente, segundo informou Marcos Maranhão, diretor da unidade, o número de produtores rurais que ainda não recebeu a totalidade dos créditos caiu para apenas 56, acumulando um débito atualizado de R$ 2,7 milhões, valor que deverá ser liquidado até o fim da atual safra.

Com os pagamentos realizados até o final de novembro, a Santo Antonio reduziu em 67% os débitos com os fornecedores de cana. “Se houver divergência de informação ou insatisfação, o fornecedor pode procurar a Asplana que nós iremos negociar casos isolados”, aponta Edgar Filho.

Na próxima semana os diretores da Asplana, coordenados pelo presidente Edgar Filho, estarão visitando mais duas unidades industriais. “Todas as segundas-feiras vamos percorrer as usinas fazendo este levantamento contábil dos débitos existentes com os fornecedores até que todas as unidades tenham sido visitadas”, declarou

reunião na santo antonio3.