Secretária de Saúde vira “unanimidade” negativa do governo de RF
   18 de dezembro de 2016   │     20:58  │  0

O governador Renan Filho ainda não deu pistas do que muda e quem sai na reforma administrativa de seu governo, que deve ser anunciada até o início do próximo ano.

Algumas secretarias, no entanto, já estão sendo rifadas. Entre as possíveis trocas estão pastas como a do Trabalho, Ciência e Tecnologia e Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Outra provável mudança deve se dar na Secretaria de Prevenção à Violência. A Seprev está na cota do deputado federal Givaldo Carimbão, que entrou em rota de colisão com o atual secretário. Há quem diga que Jardel Aderico tem planos políticos diferentes do seu padrinho. A conferir.

Uma mudança desejada por muitos, mas considerada improvável hoje é a da Secretaria de Saúde.

Isso porque a secretária Rozangela Wyszomirska tem aumentado a área de atrito não só com prestadores de serviço da saúde, mas também nos meios políticos.

Na Assembleia Legislativa ela é considerada uma unanimidade negativa – ou quase isso: “se decidir mantê-la no cargo, o governador enfrentará um desgaste desnecessário”, aponta um influente deputado da base do governo.

Apesar de ter contrariado toda a base política do governo e de enfrentar problemas na manutenção dos hospitais públicos, Wyszomirska tem tocado projetos importantes como a construção de novos hospitais e maternidade. A ampliação da rede, embora seja uma ação para o futuro, parece que tem contados pontos importantes para Rozangela e ajuda a secretária a se manter no cargo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *