Usina “protela” entrega de informações de dívidas com fornecedores
   20 de dezembro de 2016   │     23:18  │  0

Nos últimos dois dias, diretores da Asplana  tentaram levantar informações sobre as dívidas da usina Capricho, de Cajueiro, com fornecedores de cana.

Na segunda, os diretores foram até a sede da indústria e não conseguiram informações. Nessa terça-feira, 21, o presidente da Asplana, Edgar Filho, foi recebido por um gerente da empresa, em Maceió.  Ainda assim, a usina não apresentou, como vem ocorrendo com outras empresas do setor, planilha de pagamento aos fornecedores.

“Já visitamos dez usinas nas últimas semanas. Até agora, a pior situação é a da Capricho. A usina não moi desde a safra passada e, pelo que podemos apurar, tem feito pagamentos mínimos a pequenos produtores”, relata Edgar Filho.

A diretoria da Asplana, no entanto, decidiu esperar até a próxima segunda-feira para decidir como tratar a situação da indústria: “um diretor da usina pediu uma nova reunião, na próxima   semana, para apresentar o relatório do que foi pago e uma proposta de pagamento das dívidas antigas. Vamos esperar e depois disso definir como devemos tratar o caso”, explica o presidente da Asplana.

A diretoria da Asplana segue sua série de visitas às usinas de Alagoas, para levantamento dos débitos das indústrias com os fornecedores de cana, relativos a safras passadas. Em caso de divergência ou insatisfação, a Asplana vai acompanhar a negociação de casos individuais de seus associados.

usina capricho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *