Renan é eleito líder do PMDB no Senado e sai fortalecido
   31 de janeiro de 2017   │     18:23  │  1

O presidente do Senado, Renan Calheiros, deixa a presidência do Congresso Nacional nesta quarta-feira, 1, mas vai continuar como protagonista no Planalto.

O senador foi eleito, por aclamação, líder do PMDB no Senado, em reunião na tarde desta terça-feira, 31, em Brasília.

Com a liderança do PMDB, Renan sai fortalecido – mesmo deixando a presidência do Senado. Cá para nós, era o que ele queria.

No encontro, os senadores do PMDB também ratificaram a indicação do senador Eunício Oliveira (CE) para disputar a presidência do Senado. O nome do senador cearense, articulado com o apoio de Renan Calheiros, já era dado certo desde o final do ano passado.

A eleição para a Mesa Diretora do Senado está prevista para ocorrer nesta quarta-feira, 1º, a partir das 16h.

O nome de Renan Calheiros chegou a ser especulado para ocupar um ministério ou para a presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), principal colegiado só Senado e por onde passará a indicação do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), .

Renan Calheiros, no entanto, preferiu a liderança. Durante o recesso, Renan disse, em entrevista que ao deixar o comando Senado iria atuar como apagador de “incêndios” do governo na Casa.

Segundo reportagem do UOL, Renan Calheiros é considerado no Palácio do Planalto, como “novo Sarney” – capaz de dialogar tanto com integrantes da base aliada quanto da oposição. O que se espera, depois que ele assumir a liderança, é que passe a atuar se como principal interlocutor do governo dentro do Congresso.

A bancada do PMDB é a maior do Senado, com 19 senadores, até ontem. Pelo que se sabe, o o partido pode ampliar a bancada a partir da atuação de Renan Calheiros.

 

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Há Lagoas

    Não sei o que é pior, ser ele mesmo, ou ser considerado um Sarney! Só sei que ambos sempre fizeram – e ainda farão – muito mal a nossa pobre República.

Comments are closed.