Após aliança com PTB e PRP, Renan Filho deve ampliar base com o PPS
   23 de fevereiro de 2017   │     19:51  │  0

A posse de Arthur Albuquerque na Secretaria do Trabalho, essa semana, reforça o processo de ampliação da base do governo de Renan Filho, com a incorporação de dois partidos ao grupo que dá sustentação ao Palácio dos Palmares – o PTB e o PRP.

Além do peso eleitoral das legendas no Estado, Renan Filho destaca outro ponto que precisa ser levando em consideração: a capacidade do novo secretário captar recursos em Brasília.

A “ponte” entre o PTB local e o PTB nacional, que está no Ministério do Trabalho, é considerada estratégica para facilitar a atuação de Arthur: “sempre que possível buscamos a verticalização, na medida em que isso facilita a obtenção de recursos federais”, pondera Renan Filho.

Não é só. O deputado federal Nivaldo Albuquerque (PRP-AL), irmão do novo secretário, também deve contribuir para que a Secretaria do Trabalho de Alagoas consiga mais recursos em Brasília.

Renan Filho continua trabalhando para ampliar a base do governo. Nos últimos dias ele teve alguns encontros com o PPS nacional e local. O governador conversou algumas vezes com o presidente do partido em Alagoas, Régis Cavalcante.

O que se espera é que a aliança no plano nacional, já estabelecida, seja replicada no estado – sem demora.

O que falta para o PPS e RF bater o martelo? Apenas alguns ajustes, avisa um importante interlocutor.

Outros partidos continuam nos planos do governador. É o caso do PSB e do PDT. As conversas, avisa uma fonte palaciana, são conduzidas sem açodamento, mas Renan Filho trabalha com a expectativa, hoje, de ter Ronaldo Lessa em seu palanque em 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *